Menu
Busca Seg, 14 de outubro de 2019
(67) 9.9928-2002
Moradores acharam que era um cachorro

Barril encontrado em praia de Barra dos Coqueiros (SE) com óleo derramado está sendo investigado por autoridades Imagem: Adema

A Polícia Militar foi acionada pela dona da casa, que disse que em princípio achou que um cachorro tinha entrado no local. Ao ver que era uma onça, disse ter ficado com medo e chamou a PM.

12 outubro 2019 - 19h19Por PORTAL G1

Uma onça-parda invadiu uma casa no Bairro Cavalhada, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, e ficou escondida embaixo da pia da cozinha na manhã deste sábado (12).

A Polícia Militar foi acionada pela dona da casa, que disse que em princípio achou que um cachorro tinha entrado no local. Ao ver que era uma onça, disse ter ficado com medo e chamou a PM.

Os policiais precisaram retirar a família pela janela da casa, que saíram sem ferimentos, porém assustados.

Um profissional de Lambari D'Oeste, a 327 km de Cuiabá, foi chamado para ajudar a retirar o animal do local.

Após ser capturada e levada ao Batalhão Ambiental, a onça foi solta na natureza.

 
Profissional chega ao local para retirar o animal. — Foto: PM-MT

Profissional chega ao local para retirar o animal. — Foto: PM-MT

 

Onça-parda

Atrás apenas da onça-pintada, o segundo maior felino da Mata Atlântica surpreende pelo contraste entre a coloração marrom e os olhos claros. A onça-parda (Puma concolor) pode alcançar até 1,20 metro e pesar mais de 70 kg.

A alimentação dela é variada podendo predar diversos mamíferos menores e até alguns répteis. Por conta dessa diversidade, é considerada, entre os felinos, a predadora que consegue o alimento com maior eficiência ao atacar a presa.

 

Onça é resgatada em Mt após invadir casa

Apesar de animais terrestres, é com muita agilidade que a onça-parda escala árvores para descansar e se proteger. Conhecido como um dos melhores felinos saltadores, a espécie consegue pular de alturas de 15 metros do chão e até seis metros de extensão.

“Apelidado” também de suçuarana, puma, onça-vermelha e leão-baio, o animal tem se aproximado cada vez mais dos centros urbanos por conta da expansão das cidades.

De hábito solitário, a moradora nativa de matas e cerrados já é considerada em "Vulnerável" pela perda de seu habitat. Segundo informações, G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Tufão Hagibis causa dezenas de mortes no Japão
Jogo de ontem
Zagueiro Marquinhos reconhece atuação ruim da seleção em Cingapura
Interior
Ao sair de festa, jovem é abordado por 10 rapazes e esfaqueado em Aquidauana
Polêmica nas redes sociais
Eduardo Bolsonaro ironiza sigla LGBT em camiseta
Caixa das laranjas
Notas fiscais reforçam a suspeita de caixa 2 na campanha do PSL de 2018
Campo Grande - sem efetividade
Trad não consegue evitar aumento de acidentes
Justiça
Justiça determina que governo contenha avanço de óleo em Sergipe
Interior
Três moradores em Guia Lopes são mortos e um é ferido na boca em possível tentativa de latrocínio em Corumbá
Internacional
Mercosul e Prosul apoiam governo do Equador e pedem fim dos protestos
Capital
Semana começa com calor de 40°C e chuva em todas as regiões de MS