Menu
Busca Qui, 06 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasíl

Brasil assina Declaração de Copenhague

Documento traz ações contra o crime organizado na indústria pesqueira

22 abril 2021 - 14h30Por Agência Brasil-EBC

O Brasil aderiu nesta quinta-feira (22) à Declaração de Copenhague. O país agora se reúne a outros países em ações contra o crime organizado na indústria pesqueira. A iniciativa é do governo da Noruega e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Seif Júnior, assinou o documento durante cerimônia com a presença do ministro da Pesca e Frutos do Mar da Noruega, Odd Emil.

A declaração destaca a necessidade do reconhecimento internacional da existência do crime organizado transnacional na indústria pesqueira e de que a atividade traz consequências graves para a economia, o meio ambiente e ainda atenta contra os direitos humanos.

Pelo documento, os 35 países signatários se comprometem a trabalhar para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, particularmente em relação ao Objetivo 14 sobre Vida Abaixo da Água e o Objetivo 16 sobre Paz, Justiça e Instituições Fortes.

Edição: Nádia Faggiani/ Renata Batista

CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasília
Senadores comemoram liminar do STF que obriga governo a realizar o censo
Brasíl
Publicada MP de flexibilização trabalhista para enfrentamento da crise
Polícia
Polícia Federal faz operação contra tráfico de drogas em cinco estados
Brasília
Aliada de Bolsonaro tem ligação com juiz que tentou tirar Renan da CPI da Covid
Esporte
Bahia goleia por 5 a 0 na Sul-Americana Tricolor de Aço vence o Guabirá, da Bolívia
Economia
Governo pagará R$ 418 milhões em salários no Dia do Trabalhador
Esporte
Libertadores: Santos é superado pelo Boca na Bombonera
Campo Grande
Há muita sujeira em Campo Grande, dizem moradores do Duque de Caxias
Esporte
Internacional se recupera na Libertadores com vitória sobre Táchira
Brasíl
Petrobras registra queda de 5% na produção no 1º trimestre do ano