Menu
Busca Seg, 14 de outubro de 2019
(67) 9.9928-2002
Crise na Venezuela

Brasil e mais 6 países culpam ditador venezuelano por crise no Equador

O Equador vive uma onda de violentos protestos há seis dias em função do aumento de mais de 100% no preço dos combustíveis

09 outubro 2019 - 09h30

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Brasil e mais seis países latinos responsabilizaram nesta terça (8) o ditador venezuelano pela crise no Equador. Em nota publicada no site do Itamaraty, os governos de Argentina, Brasil, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Paraguai e Peru culpam o regime de Nicolás Maduro por tentar "desestabilizar" a democracia equatoriana.

 

Ainda segundo a nota, Maduro estaria buscando "estender as diretrizes de seu governo nefasto aos países democráticos da região".

O Equador vive uma onda de violentos protestos há seis dias em função do aumento de mais de 100% no preço dos combustíveis, desencadeado pelo fim de subsídios governamentais. O término do incentivo estatal foi adotado em cumprimento a um acordo de austeridade feito com o FMI em troca de um empréstimo concedido pelo fundo em fevereiro.

O bloco de países, diz a nota, demonstra "seu forte apoio às ações empreendidas pelo Presidente Lenín Moreno para recuperar a paz, a institucionalidade e a ordem, utilizando os instrumentos concedidos pela constituição e pela lei, assim como ele vem fazendo". 

Até agora, 570 manifestantes foram detidos pelas forças de segurança, em uma repressão que foi definida por organismos internacionais como excessivamente violenta.

Devido à magnitude dos protestos em Quito, a capital, o governo decidiu transferir a sede da administração para a costeira Guayaquil na segunda (8), após cinco dias de conflitos entre policiais e manifestantes -em sua maioria, estudantes e indígenas.

Nesta terça, o governo afirmou estar aberto à mediação internacional por meio da Organização das Nações Unidas (ONU) ou da Igreja Católica para resolver o impasse. Em paralelo, Moreno repetiu que a alta dos combustíveis será mantida. Com informações,  Mundo/Notícias ao Minuto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Tufão Hagibis causa dezenas de mortes no Japão
Jogo de ontem
Zagueiro Marquinhos reconhece atuação ruim da seleção em Cingapura
Interior
Ao sair de festa, jovem é abordado por 10 rapazes e esfaqueado em Aquidauana
Polêmica nas redes sociais
Eduardo Bolsonaro ironiza sigla LGBT em camiseta
Caixa das laranjas
Notas fiscais reforçam a suspeita de caixa 2 na campanha do PSL de 2018
Campo Grande - sem efetividade
Trad não consegue evitar aumento de acidentes
Justiça
Justiça determina que governo contenha avanço de óleo em Sergipe
Interior
Três moradores em Guia Lopes são mortos e um é ferido na boca em possível tentativa de latrocínio em Corumbá
Internacional
Mercosul e Prosul apoiam governo do Equador e pedem fim dos protestos
Capital
Semana começa com calor de 40°C e chuva em todas as regiões de MS