Menu
Busca Sáb, 08 de agosto de 2020
(67) 9.9928-2002
Coronavirus

Brasil registra quase 38 mil novos casos de Covid-19; total de mortes passa de 64.000

04 julho 2020 - 20h40

Mais mortos de Covid 19

O país acha que é tem presidente que chama a situação gravíssima em todo planeta como se fosse uma gripezinha

 

 

 SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou 37.923 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, com 1.091 óbitos contabilizados no período, segundo dados do Ministério da Saúde atualizados neste sábado.

Com isso, o total de infectados pelo novo coronavírus foi a 1.577.004, enquanto as mortes somam 64.265.

São Paulo ainda lidera com folga o total de registros desde o início da pandemia (312.530), com Ceará (120.952) e Rio de Janeiro (120.440) na sequência.

Em 24 horas, o Estado paulista foi o que registrou mais mortes (302), seguido por Rio de Janeiro (124) e Minas Gerais (73). Em óbitos acumulados, a lista é liderada por São Paulo (15.996), Rio de Janeiro (10.624) e Ceará (6.411).

 

O Brasil registrou de sexta para sábado mais mortes do que os EUA, mas menor número de casos.

Em números totais, o Brasil segue vice-líder no mundo em casos oficiais e mortes pelo Covid-19. Os EUA têm 2.785.023 casos e 129.397 óbitos confirmados.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou aumento recorde nos casos globais de coronavírus neste sábado, com o total aumentando em 212.326 em 24 horas. Os casos globais de coronavírus ultrapassaram 11 milhões na sexta-feira.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina como tratamento ao Covid-19, a doença causada pelo coronavírus, dizendo que cada vez mais no Brasil e no mundo o uso “precoce” do medicamento tem surtido efeito.

 

Mas também neste sábado a OMS informou que estava interrompendo seus testes com hidroxicloroquina —além de um medicamento combinado contra o HIV— em pacientes hospitalizados com Covid-19, depois de não reduzirem a mortalidade.

Na sexta-feira à noite, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou novo teste para potencial vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Covid 19 está matando no Brasil e no mundo
Brasíl
PGR recorre de decisão que impediu acesso a dados da Lava Jato
Meio Ambiente
Mourão defende avanços nos sistemas de monitoramento da Amazônia Para ele, também é preciso tratar do problema fundiário da região
Esporte
Vai Mercedes
Meio Ambiente
Prossegue combate a incêndio florestal na Serra dos Órgãos
Brasíl
Anac autoriza táxi-aéreo a vender assento individual Medida, em caráter emergencial, terá validade de dois anos
Bandido
Pistoleiro pede mais dinheiro para vítima e deixá-la em paz.
Campo Grande
Ameaça de demissão em massa do Transporte Público da capital
Brasíl e Mundo
OMS: recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina
Economia
Guedes diz que anunciará três ou quatro privatizações em até 60 dias