Menu
Busca Ter, 07 de abril de 2020
(67) 9.9928-2002
TV ESTATAL

Chega a 257 o número de mortos em queda de avião na Argélia

11 abril 2018 - 08h14Por Redação Notícias VIP
Chegam a 257 os mortos em queda de um avião militar na Argélia, nesta quarta-feira (11). A informação acaba de ser divulgada pela TV Estatal do país, conforme a Reuters. Mais cedo, o Ministério da Defesa do país admitiu que pelo menos 100 militares morreram no colapso do Ilyushin76 da Força Aérea. A aeronave caiu pouco depois da decolagem em Boufarik, na cidade de Blida, a 30 km ao Norte da capital Argel. De acordo com a agência Asharq Al-Awsat, havia 200 pessoas a bordo. 

A aeronave de fabricação soviética seguia para uma outra base aérea militar em Bechar, no Sudoeste da Argélia. No caminho, faria uma parada em Tinduf, cidade do Sul do país que abriga milhares de refugiados do Saara Ocidental. 

Cerca de 14 ambulâncias foram enviadas ao local, além de dez viaturas do Corpo de Bombeiros. Dezenas de corpos já foram retirados das ferragens. 

"Há mais de 100 mortos. Mas não temos certeza, neste momento", explicou Mohammed Achour, porta-voz da agência de proteção civil argelina, citado pela agência Associated Press (AP). A tripulação e os passageiros eram todos militares. A queda do avião ocorreu por volta das 8h locais (4h da madrugada em Brasília).
CORONA 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Brasil registra 667 mortes por coronavírus e 13,7 mil casos
Paraguai
Ronaldinho Gaúcho vai para prisão domiciliar em Asunción
Capital
UPA Vila Almeida pegou fogo e suspendeu o atendimento
CEF
Governo começa a pagar auxílio emergencial de R$ 600 na quinta-feira
Brasil e Mundo
Japão declara emergência por covid-19 e pode fechar escolas e comércio
Brasil e Mundo
Cerca de 600 mil trabalhadores já se cadastraram para receber auxílio emergencial no Brasil
Senado da República
Apresentado projeto que amplia seguro desemprego para 10 meses.
Saúde
Covid-19: Brasil tem 553 mortes e 12 mil casos confirmados
Interior
Dourados: homem é assassinado com 30 tiros de pistola
Em três dias, Três assassinatos na cidade.
Política
A novela de Mandeta e Bolsonaro continuará com o "fico" no ministério da saúde.