Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Bélgica

Coronavirus matou menina de 12 anos

31 março 2020 - 20h33Por Plantão de notícias

A Bélgica informou nesta terça-feira (31) a morte de uma menina de 12 anos pelo novo coronavírus entre os 192 óbitos registrados no país nas últimas 24 horas, elevando o número total para 705 vítimas.

“É uma eventualidade muito rara, mas que nos choca”, disse visivelmente emocionado, Emmanuel André, virologista e porta-voz da equipe inter-federal belga durante entrevista coletiva, onde não forneceu mais informações sobre a adolescente.

 

O diretor do comitê científico, Steven Gucht, acrescentou que a morte nos lembra “que em todas as idades, dos 10 anos até os mais idosos, podem surgir complicações”.

“É importante mencionar que isso é excepcional em jovens. Não é a regra. Não sabemos o que deu errado. É importante que seja investigado caso a caso”, acrescentou.

 

O Serviço Federal de Saúde belga indicou que entre a segunda-feira e esta terça, foram conhecidos 876 novos casos com testes laboratoriais, representando 12.775 infecções confirmadas.

 

A Bélgica tem 4.920 pessoas internadas em hospitais pela covid-19, das quais 1.021 estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

*Com informações da EFE

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito