Menu
Busca Seg, 06 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Brasil e Mundo

Domingo de manifestação contra racismo

07 junho 2020 - 12h00Por Jornal de Brasília/redação
venezuela
 

Manifestantes de diversos países voltaram às ruas neste domingo para protestar contra o racismo e discriminação racial. Em Londres, na Inglaterra, milhares se reuniram em frente à Embaixada dos Estados Unidos, no segundo dia de protestos no país. Em Bristol, a 177 quilômetros da capital, um grupo derrubou a estátua do mercador de escravos Edward Colston.

Em Milão, os manifestantes se reuniram em frente à estação central de trens da cidade. Muitos eram imigrantes ou filhos de imigrantes africanos. Segundo organizadores, o slogan “Vidas Negras Importam” tem um significado adicional na Itália, o de evitar “ver pessoas negras como se fossem estrangeiros e não cidadãos”. Significa, também, não postergar uma reforma legislativa para a facilitar a concessão de cidadania a imigrantes. Estrangeiros nascidos na Itália não têm direito à cidadania até que completem 18 anos vivendo no país. Alguns grupos têm tentado mudar a legislação para permitir que crianças nascidas na Itália recebam a cidadania ainda menores, desde que frequentem escolas locais.

Em Budapeste, na Hungria, os grupos se reuniram de forma pacífica do lado de fora da Embaixada americana. Na Espanha, milhares de pessoas foram às ruas em apoio aos protestos nos EUA e para denunciar a discriminação racial na Europa. Em Madri, os manifestantes se reuniram em torno da embaixada dos EUA. Também foram realizados protestos em Barcelona.

Em Roma, Itália, o primeiro protesto na cidade contra o racismo foi realizado na Piazza del Popolo. Manifestações estavam previstas para ocorrer também em outras cidades de médio porte do país, como Bergamo e Perugia.

 

Na Alemanha, eram esperados novos protestos para este domingo em Berlim, Colônia, Leipzig e Stuttgart. A polícia do país informou que 93 pessoas foram detidas no sábado, quando ao menos 15 mil pessoas participaram da manifestação na capital alemã em resposta à morte de George Floyd.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Comissão do impeachment de Witzel aprova retomada do prazo de defesa
Coxim
Mataram Zé Carlos gari que se destacava em denunciar injustiças contra o povo de Coxim.
Mundo
Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos
Campo Grande
O prefeito de Campo Grande incentiva uso de medicamento para combater Covid 19
O medicamento não é recomendado pela Anvisa, mas pode ser adquirido nas farmácias.
Dourados
Preso o acusado do assassinato do secretário Municipal se Dourados
Geral
Martha Rocha a 1a miss Brasil, faleceu aos 81 anos, em Niterói, Rio de Janeiro
Internacional
Premiê da Nova Zelândia lança campanha com promessa de empregos e financiamento
Brasíl e Mundo
Índia desiste de reabertura do Taj Mahal citando riscos do Covid 19
Loteria
Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões A quina teve 75 apostas vencedoras cada uma receberá R$ 36.939,97
Campo Grande
Apesar de muito dinheiro recebido para combater a pandemia do Covid 19, a capital se tornou o epicentro do novo Coronavirus