Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
MAUS TRATOS

Estado de cachorro que foi enterrado vivo na Barra de São Miguel, AL, é grave

Animal batizado de Dogão foi levado para a sede do Projeto Acolher e está isolado de outros animais.

10 janeiro 2019 - 19h11

O cachorro da raça rottweiller que foi encontrado por moradores depois de ter sido enterrado vivo na Barra de São Miguel, Litoral Sul de Alagoas, está em estado grave. A informação foi divulgada nesta terça-feira (8) pelo Projeto Acolher.

Segundo a presidente da ONG, Naíne Teles, o animal batizado de Dogão foi atendido em uma clíninica veterinária em Maceió, mas como há risco de contaminação para os outros animais internados no local, o cachorro foi levado para a sede do Acolher, onde foi isolado de outros animais.

"Ele saiu da clínica e foi para o abrigo, que tem um local isolado. E continua sendo acompanhado por veterinário no abrigo", disse Naíne Teles.

A ONG disse ainda que a conta da clínica para onde ele foi socorrido ficou aberta, por isso eles pedem por doações para quitar a dívida e fazer um exame de raio-X das duas patas traseiras.

Para os cuidados de Dogão, a ONG pede com urgência produtos para alimentação em grande quantidade, fraldas, lenços umidecidos, soro fisiológico, gases e entre outros produtos e medicamentos.

Os sintomas encontrados no rottweiller dão as suspeitas de que ele tenha uma doença degenerativa conhecida como cinomose em estágio muito avançado, além de uma displasia coxofemural, que é uma anormalidade das articulações.

O resgate do animal, que também foi divulgado nas redes sociais do projeto, só foi possível após denúncias de moradores da região, que relataram que encontraram Dogão depois de ouvi-lo chorar.

Ainda não há informações sobre quem pode ter cometido o crime, mas em uma foto publicada na postagem mostra o cachorro bastante sujo de terra e deitado com uma corda amarrada em uma das patas logo depois de ser desenterrado pelos moradores.

 
Dogão precisa de produtos e medicamentos para continuar tratamento — Foto: Reprodução/InstagramDogão precisa de produtos e medicamentos para continuar tratamento — Foto: Reprodução/Instagram

Dogão precisa de produtos e medicamentos para continuar tratamento — Foto: Reprodução/Instagram

 

G1 AL

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana