Menu
Busca Qua, 28 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
DESESPERO

Garota escapa do assassino dos pais após ser mantida refém por 88 dias

Jayme Closs tem apenas 13 anos e havia sido sequestrada havia quase três meses em uma zona rural do Wisconsin.

13 janeiro 2019 - 12h44
Uma adolescente de 13 anos, Jayme Closs, vem sendo aclamada como "heroína" nos Estados Unidos, após escapar de um homem que matou seus pais e a manteve como refém por 88 dias.
 
Seu suposto sequestrador, Jake Thomas Patterson, 21 anos, foi preso logo após a jovem fugir, e responderá por sequestro e duplo homicídio, segundo a polícia.
 
 
Jayme Closs foi encontrada na tarde de quinta-feira a cerca de 100km ao norte do povoado de Barron, onde vivia com seus pais, na zona rural do Wisconsin, na região dos Grandes Lagos.
 
A polícia acredita que Patterson planejou o sequestro da adolescente, que seria seu "único objetivo".
 
No dia 15 de outubro de 2018, James Closs, 56 anos, e sua mulher, Denise, 46, foram mortos em casa e sua filha Jayme desapareceu, recordou o xerife de Barron, Chris Fitzgerald.
A polícia e os habitantes do estado do Wisconsin iniciaram então a busca por Jayme, mas os esforços não deram resultado e já não havia mais esperança de encontrá-la com vida.
 
Mas na tarde de quinta-feira, a adolescente aproveitou a ausência de seu sequestrador para escapar da casa onde era mantida refém, situada em uma zona isolada nos arredores da cidade de Gordon, 100km ao norte de Barron.
 
A menina foi encontrada suja, com o cabelo emaranhado e sapatos maiores que seu pé por uma mulher que passeava com seu cão e reconheceu Jayme por fotos em cartazes da polícia."Um dos meus homens cruzou com um veículo que correspondia à descrição, o parou e prendeu o suspeito", declarou o xerife de Gordon, Thomas Dalbec.
 
"Era como ver um fantasma", contou à imprensa Peter Kasinskas, que acolheu a jovem em sua casa até a chegada da polícia. "Parece que ficou sem tomar banho" e "provavelmente estava em estado de choque.
 
Sequestro planejado
Jayme Closs revelou o nome e a marca do carro do seu sequestrador, afirmando que conheceu o homem apenas no dia em que foi levada.
 
Ao que parece, o jovem - que não tem antecedentes criminais - estava desempregado e foi a casa dos Closs para sequestrar a adolescente, mas executou seus pais para não ser identificado. 
 
"O suspeito tinha a intenção específica de sequestrar Jayme" e "planejou" tudo cuidadosamente, declarou Fitzgerald.
 
As autoridades ofereciam uma recompensa de 50.000 dólares por qualquer informação que ajudasse a encontrar a adolescente.
 
"Era uma caso complicado" e foi "a própria Jayme que nos deu a solução", declarou o agente do FBI Justin Tolomeo.
 
"O instinto de sobrevivência que move esta menina é incrível", disse Fitzgerald.
 
 
 
CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana