Menu
Busca Sáb, 24 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
BRASIL E MUNDO

Horário de verão termina à 0h deste domingo

15 fevereiro 2019 - 09h10

À meia-noite da madrugada de sábado (16) para domingo (17), os moradores de dez Estados do Brasil devem atrasar seus relógios em uma hora, pois acaba o horário de verão.

O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

Para os que gostam do horário de verão, uma má notícia. Essa pode ter sido a última edição da medida, já que um estudo do Ministério de Minas e Energia e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostra que não há economia significativa de eletricidade.

Desde 2017, o governo não divulga mais quanto é economizado em energia pelo horário de verão. porque, segundo o governo, o dado não é significativo. Um estudo apontou queda na efetividade da iniciativa, já que o perfil do consumo de eletricidade não estava mais ligado diretamente ao horário, mas sim à temperatura. Os picos de consumo foram registrados nas horas mais quentes do dia.

No ano passado, o governo Temer chegou a cogitar o fim do horário, mas acabou decretando que os relógios fossem adiantados. Segundo o Ministério de Minas e Energias, a continuidade ou não do horário de verão deve ser definida pela Casa Civil que, questionada, não respondeu até a publicação.


O horário brasileiro de verão foi adotado pela primeira vez em 1931, por Getúlio Vargas.

 

Confusão

Este ano, o horário de verão, que começa tradicionalmente em outubro, foi encurtado. O ex-presidente Michel Temer atendeu um pedido do Tribunal Superior Eleitoral para que o início do horário de verão não ocorresse entre o primeiro e segundo turno da eleição.

O Planalto chegou a informar que a pedido do Ministério da Educação, a entrada em vigor do horário seria adiada novamente, para dia 18 de novembro, a fim de não prejudicar provas do Enem, mas acabou decidindo manter a data de 4 de novembro.

As mudanças na data de início do horário de verão chegaram a causar confusão. No dia 15 de outubro, usuários de telefone celular reclamaram de mudança de data automática do horário em seus aparelhos sem que a hora oficial do país tivesse sido alterada.À meia-noite da madrugada de sábado (16) para domingo (17), os moradores de dez Estados do Brasil devem atrasar seus relógios em uma hora, pois acaba o horário de verão.

O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal).

Para os que gostam do horário de verão, uma má notícia. Essa pode ter sido a última edição da medida, já que um estudo do Ministério de Minas e Energia e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostra que não há economia significativa de eletricidade.

Desde 2017, o governo não divulga mais quanto é economizado em energia pelo horário de verão. porque, segundo o governo, o dado não é significativo. Um estudo apontou queda na efetividade da iniciativa, já que o perfil do consumo de eletricidade não estava mais ligado diretamente ao horário, mas sim à temperatura. Os picos de consumo foram registrados nas horas mais quentes do dia.

No ano passado, o governo Temer chegou a cogitar o fim do horário, mas acabou decretando que os relógios fossem adiantados. Segundo o Ministério de Minas e Energias, a continuidade ou não do horário de verão deve ser definida pela Casa Civil que, questionada, não respondeu até a publicação.


O horário brasileiro de verão foi adotado pela primeira vez em 1931, por Getúlio Vargas.

 

Confusão

Este ano, o horário de verão, que começa tradicionalmente em outubro, foi encurtado. O ex-presidente Michel Temer atendeu um pedido do Tribunal Superior Eleitoral para que o início do horário de verão não ocorresse entre o primeiro e segundo turno da eleição.

O Planalto chegou a informar que a pedido do Ministério da Educação, a entrada em vigor do horário seria adiada novamente, para dia 18 de novembro, a fim de não prejudicar provas do Enem, mas acabou decidindo manter a data de 4 de novembro.

As mudanças na data de início do horário de verão chegaram a causar confusão. No dia 15 de outubro, usuários de telefone celular reclamaram de mudança de data automática do horário em seus aparelhos sem que a hora oficial do país tivesse sido alterada.

 

Fonte: Veja

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana
Saúde
Covid-19: Brasil soma 541,2 mil mortes e vai a 19,3 milhões de casos
Violência
Em vídeo exclusivo, DJ Ivis pede perdão a Pamella e a todas mulheres
Tempo
Ela vem: frente fria vai derrubar temperaturas para menos de 3ºC e causar geada em MS, diz previsão