Menu
Busca Dom, 01 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
ISRAEL

Israel atinge alvos iranianos em Damasco após mísseis disparados contra Golan Heights

21 janeiro 2019 - 17h43

Israel realizou uma série de ataques aéreos na segunda-feira contra alvos iranianos na Síria, o Exército de Israel disse, em resposta a um míssil iraniano disparado contra as Colinas de Golã, encerrando um voláteis 24 horas entre os dois inimigos regionais com a possibilidade de mais luta pela frente.

As Forças de Defesa de Israel (IDF) atacaram alvos iranianos em Damasco e arredores, incluindo o aeroporto internacional da cidade, disse o tenente-coronel Jonathan Conricus, porta-voz do IDF. Os ataques noturnos visaram depósitos de munições, sites de inteligência, um campo de treinamento e mais, disse Conricus.
O IDF também atingiu armazéns iranianos no Aeroporto Internacional de Damasco, disse Conricus, observando que Israel observou explosões secundárias, indicando que as armas foram atingidas.
Israel também atacou baterias antiaéreas sírias quando essas baterias dispararam dezenas de mísseis contra aeronaves israelenses que realizavam os ataques, disse Conricus. Israel transmitiu uma mensagem à Síria dizendo que os militares estavam apenas atacando as forças iranianas e advertiu a Síria a não disparar contra os jatos israelenses.
As amplas greves foram em resposta a um míssil superfície-superfície de fogo médio disparado em direção às Colinas de Golã ocupadas por Israel na tarde de domingo. O míssil foi fabricado pelo Irã e lançado pelas forças iranianas, disse Conricus, acrescentando que é a primeira vez que um míssil com essa carga é disparado pelas forças iranianas em Israel.
O míssil foi disparado de uma área perto de Damasco, disse Conricus, que fica a aproximadamente 50 quilômetros das colinas de Golan. A Rússia assegurou a Israel que nenhuma força iraniana estaria tão próxima de Israel, segundo Conricus.
A agência de mídia estatal russa RIA-Novosti informou que quatro soldados sírios foram mortos e outros seis ficaram feridos nos ataques israelenses, citando o centro de controle de defesa da Rússia.
O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR), com sede em Londres, informou que 11 pessoas foram mortas na greve, incluindo dois cidadãos sírios. O SOHR descreveu o ataque israelense como o "mais intenso e violento ataque contra as forças do regime e seus aliados em termos de baixas desde maio de 2018", quando Israel realizou um ataque em larga escala contra alvos iranianos na Síria após dezenas de foguetes lançados Síria em direção a Israel. Israel acusou o Irã de disparar foguetes.
Mas a agência estatal de notícias FARS, do Irã, negou que tenham ocorrido baixas e informou que as defesas aéreas sírias conseguiram interceptar sete mísseis israelenses disparados contra o território sírio.
As defesas antiaéreas sírias destruíram mais de 30 mísseis de cruzeiro e bombardearam bombas aéreas no curso de repelir o ataque, informou a mídia estatal russa.
O chefe da força aérea do Irã, Brig. O general Aziz Nasirzadeh disse que o Irã está ficando impaciente para combater Israel e prometeu destruir o "regime sionista".
"Os jovens da Força Aérea estão totalmente prontos e impacientes para confrontar o regime sionista e eliminá-lo da Terra", disse Nasirzadeh, citada pelo Young Journalists Club, um site supervisionado pela televisão estatal.
O exército de Israel permanece em alerta elevado no norte e a área de esqui nas colinas de Golan está fechada, mas não há outras restrições ao movimento civil, disse Conricus.
A IDF sugeriu que a atividade militar poderia continuar, dizendo que estava "preparada para todos os cenários e continuará operando conforme necessário para defender os civis israelenses".
 
CNN
vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana