Menu
Busca Qui, 24 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Brasil

Magnata de Hong Kong, Jimmy Lai é preso sob a nova lei de segurança nacional, confirmando "os piores temores"

10 agosto 2020 - 10h18Por Reuters Brasil

Magnata de Hong Kong, Jimmy Lai é preso sob a nova lei de segurança nacional, confirmando "os piores temores"

Nascido no continente, Lai, que foi para Hong Kong clandestinamente em um barco de pesca quando tinha 12 anos e nenhum dinheiro, tem sido um dos maiores ativistas pela democracia na cidade governada pelos chineses um ardente crítico de Pequim.

A sua prisão acontece em meio à repressão de Pequim contra a oposição pró-democracia na cidade e mais preocupações sobre liberdades de imprensa e expressão prometidas à antiga colônia britânica, quando ela retornou à China, em 1997. A China impôs a abrangente nova lei de segurança em Hong Kong em 30 de junho, o que gerou a condenação de países ocidentais.

A prisão “confirma os piores temores de que a Lei de Segurança Nacional de Hong Kong seria usada para suprimir opiniões pró-democracia e restringir a liberdade de imprensa”, afirmou Steven Butler, coordenador do programa do Comitê para Proteger Jornalistas da Ásia.

 

Ryan Law, editor-chefe do Apple Daily, um convicto tabloide anti-governo e pró-democracia que também faz trabalhos investigativos, disse à Reuters que o seu jornal não seria intimidado.

“Continuamos como sempre”, disse.

A lei de segurança pune tudo que a China considerar subversão, secessão, terrorismo ou conluio com forças estrangeiras com sentenças que chegam até à prisão perpétua. Críticos afirmam que ela esmaga liberdades, enquanto apoiadores defendem que ela traz estabilidade após prolongados protestos pró-democracia ano passado.

Lai, 71, visitou Washington frequentemente, onde se encontrou com autoridades, como o secretário de Estado, Mike Pompeo, para reunir apoio à democracia de Hong Kong, o que levou Pequim a rotulá-lo como “traidor”.

 

A polícia de Hong Kong disse que havia preso “pelo menos” nove homens, com idades entre 23 e 72, sem identificá-los, acrescentando que mais prisões eram possíveis.

As suspeitas incluem “conluio com nações estrangeiras/elementos externos que colocam em perigo a segurança nacional, conspiração para defraudar” e outras, disse a polícia.

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corrupção
Operação da PF apura desvios no SUS de mais de R$ 2 milhões Ao todo 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no RS e ES
Brasíl e Mundo
Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena
Brasíl e Mundo
Time coloca Bolsonaro entre 100 mais influentes e o responsabiliza por mortos na pandemia e crise ambiental
Saúde
J&J inicia estudo final de vacina contra Covid-19 em 60 mil voluntários
Vacina contra Covid 19
Polícia
"Argumento para lacrar bancas do bicho é ocupação de calçadas sem autorização " disse site de notícias.
Rio de Janeiro
"Vai vendo ... Witzel faltou algumas aulas do prefeito Crivella " disse a fonte
Mundo
Torre Eiffel é esvaziada em Paris Informação é da equipe de imprensa da torre
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto dentro de cela
Campo Grande
Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros
Fronteira
Foram presos contrabandistas, entre eles um dos policiais da Operação Omertà.