Menu
Busca Seg, 08 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
TRISTE REALIDADE!

Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo

A maioria dos passageiros era da África Ocidental. A informação é da Organização Internacional para as Migrações (OIM)

20 janeiro 2019 - 20h11
Um grupo de 160 a 170 imigrantes se afogou no Mar Mediterrâneo perto da Líbia e do Marrocos. Três pessoas resgatadas pela Marinha italiana disseram que havia 120 ocupantes na embarcação. A maioria dos passageiros era da África Ocidental. A informação é da Organização Internacional para as Migrações (OIM).
 
O barco deixou Gasr Garabulli na Líbia dia 17 à noite e começou a afundar cerca de 10 a 11 horas depois, disse o porta-voz da OIM, Flavio Di Giacomo. Dez passageiros eram mulheres e dois eram crianças.
 
 
Os três imigrantes resgatados estavam sendo tratados por hipotermia em um hospital na ilha italiana de Lampedusa. A Marinha disse que viu três cadáveres no mar quando resgatou os três sobreviventes.
 
Um avião da patrulha naval italiana tentou ajudar os imigrantes depois de identificar o bote na sexta-feira (18), disse o contra-almirante Fábio Agostini. Mas a aeronave foi forçada a sair devido à falta de combustível, segundo ele.
 
Um grupo de 160 a 170 imigrantes se afogou no Mar Mediterrâneo perto da Líbia e do Marrocos. Três pessoas resgatadas pela Marinha italiana disseram que havia 120 ocupantes na embarcação. A maioria dos passageiros era da África Ocidental. A informação é da Organização Internacional para as Migrações (OIM).
 
O barco deixou Gasr Garabulli na Líbia dia 17 à noite e começou a afundar cerca de 10 a 11 horas depois, disse o porta-voz da OIM, Flavio Di Giacomo. Dez passageiros eram mulheres e dois eram crianças.
 
 
Os três imigrantes resgatados estavam sendo tratados por hipotermia em um hospital na ilha italiana de Lampedusa. A Marinha disse que viu três cadáveres no mar quando resgatou os três sobreviventes.
 
Um avião da patrulha naval italiana tentou ajudar os imigrantes depois de identificar o bote na sexta-feira (18), disse o contra-almirante Fábio Agostini. Mas a aeronave foi forçada a sair devido à falta de combustível, segundo ele.
 
 
correiobraziliense

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Marquinhos Trad não faz limpeza urbana na capital
Internacional
Fraternidade é maior que fratricídio, diz papa Francisco no Iraque
Brasíl
Governo registra 105 mil denúncias de violência contra a mulher
Tempo
Domingo de tempo claro em grande parte de Mato Grosso do Sul
Direitos Humanos
Programa da ONU ajuda venezuelanas a refazer a vida no Brasil
Campo Grande
Família deixa ração para cães, mas abandona idosa trancada e só com arroz azedo
Justiça
Após denúncia de suposto pagamento de propina a desembargadores, juíza encaminha autos envolvendo padre Robson para o STJ
Brasil e Mundo
Ministério decreta situação de emergência ambiental prévia
Meio Ambiente
FundturMS faz visita técnica à Estrada Parque de Piraputanga e identifica potencialidades da região
Meio Ambiente
Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental