Menu
Busca Sex, 15 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
RIO DE JANEIRO

'Mãos sujas de sangue', diz viúva de Marielle sobre Pezão

29 março 2018 - 14h52Por Redação Notícias VIP
Haverá sangue nas mãos do governador até que a Policia Civil resolva a morte da vereadora?, afirmou a viúva da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), Monica Tereza Benício, durante discurso na cerimônia de reabertura da Biblioteca Parque de Manguinhos.

A unidade estava fechada desde dezembro de 2016 e foi reinaugurada nesta quinta-feira (29) com o nome da da vereadora assassinada há 15 dias. O governador Luiz Fernando Pezão esteve presente na reinauguração e, quando o governador pegou o microfone para discursar foi recebido com vaias.

A biblioteca passou por reparos na rede elétrica, no cabeamento para uso dos computadores, recolocação de forro no teto, higienização do acervo, reconstrução de um muro e conserto dos aparelhos de ar condicionado.

"O estado não faz mais do que sua obrigação reabrir (a Biblioteca Parque) porque é dever dele dar cultura para os povos favelados", afirmou Monica.

A mãe de Marielle, Marinete Franco, o vereador Tarcísio Motta (PSOL) e o secretário estadual de Cultura, Leandro Monteiro, também discursaram na cerimônica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada
Brasília
Senado aprova texto-base de nova Lei de Improbidade Administrativa