Menu
Busca Qui, 20 de junho de 2019
(67) 9.9928-2002
ódio pelas causas sociais

Motorista atropela 5 manifestantes em Niterói (RJ); veja o vídeo

14 junho 2019 - 15h30


Um motorista avançou contra um grupo de manifestantes e deixou ao menos cinco feridos em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, na manhã de hoje. Um grupo de estudantes, professores e servidores da UFF (Universidade Federal Fluminense) interditava uma via como parte das mobilizações da greve geral contra a reforma da Previdência, convocada por centrais sindicais e movimentos sociais.

Os manifestantes estavam concentrados em frente ao Huap (Hospital Universitário Antonio Pedro, da UFF), por volta das 7h, quando houve o atropelamento. O protesto interditava a avenida Marquês do Paraná, um dos principais acessos à ponte Rio-Niterói, mas transcorria de modo pacífico.

De acordo com Marina Tedesco, presidente da Aduff (Associação de Docentes da UFF), não houve nenhum tipo de discussão ou desentendimento prévio com o homem, que dirigia um veículo Fox vermelho. O motorista então avançou com o carro contra um grupo de manifestantes que segurava uma faixa. Veja o vídeo:

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram pessoas sendo jogadas no chão pelo veículo, que seguiu em alta velocidade sem prestar socorro.

De acordo com a Aduff, duas professoras e ao menos três estudantes foram feridos no incidente. As duas mulheres, que sofreram lesões, na perna e na cabeça, respectivamente, foram levadas para unidades de saúde em Niterói, mas já foram liberadas. Os estudantes sofreram escoriações e foram atendidos no local.

Para Marina Tedesco, o atropelamento revela um ato de intolerância contra ativistas políticos. "A nossa avaliação é de que essa atitude não pode ser vista como isolada. Pertence a um discurso de ódio contra quem pensa de maneira contrária", afirma.

"O cidadão achou que tem o direito de, só por não concordar com a manifestação, atentar contra a vida das pessoas. Aquilo poderia ter resultado em um homicídio ou em sequelas irreversíveis", completa.

De acordo com ela, fotos e vídeos já foram repassados à polícia. Até as 13h50, o motorista não havia sido localizado.

No Rio, manifestações na avenida Brasil e no acesso à ponte Rio-Niterói (onde a polícia chegou a usar bombas de gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes) causaram congestionamentos.

Não houve prejuízos aos transportes públicos por conta das mobilizações. Há a previsão de novos protestos a partir das 15h na Candelária, no centro da cidade.

 

Com informações, Uol Notícias.

Liberdade de expressão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nova Alvorada do Sul
Celular pega fogo e quase queima uma casa
Facção Criminosa Comando Vermelho
Luiz Queimado faleceu na Bahia
Dourados
A covardia e as consequências de escolher mal o namorado
Água Clara
Vereadora é cassada por corrupção
Nova Andradina
As pistas do MS são perigosas pala falta de manutenção e de motorista com imprudência
Bolsonaro esculhamba militar
BOLSONARO REAGE A SANTOS CRUZ E DIZ QUE GENERAL É 'PÁGINA VIRADA'
CORREIOS
Discursos, sem menor preocupação, servem para Bolsonaro se livrar de seus assessores
TECNOLOGIA
Google lançará aplicativo para competir com Whatsapp; novo sistema deve incomodar telefônicas
Armas, drogas e celulares
PCC assassinou dez pessoas do Clã paraguaio Rotela
Campo Grande, cadê o prefeito?
A incompetência de um prefeito causa tristeza e dor nas pessoas