Menu
Busca Sex, 26 de abril de 2019
(67) 9.9928-2002
Fatalidade

Motorista de carreta estava bêbado e provocou acidente que matou casal e filha de 4 anos

05 abril 2018 - 17h04
O acidente que matou um casal e a filha deles, de 4 anos, foi provocado pelo motorista de uma carreta que invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro onde a família estava. O acidente ocorreu no dia 27 de março na BR-163 em Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

Morreram no acidente Lucas Buffon, de 29 anos, e a mulher dele, Poliana de Lara Martins Pinto, de 24 anos. A filha deles morreu no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) dias após o acidente.

A conclusão e os detalhes do acidente constam no laudo da Perícia Oficial Técnica (Politec), divulgado nessa quarta-feira (4).

O documento aponta que o motorista da carreta, Douglas Fabrício da Silva, de 36 anos, foi quem invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro onde estava a família. A perícia detalhou que o motorista do carro, Lucas Buffon, tentou desviar, mas teve o seu carro atingido quando estava no acostamento, do lado direito da pista.

A princípio, a informação era de que o carro da família teria colidido de frente com a carreta que seguia no sentido contrário. Porém, após analisar todos os elementos, a perícia constatou que foi o carro que foi atingido.

O motorista da carreta fez o teste do bafômetro e a Polícia Rodoviária Federal constatou que ele estava dirigindo embriagado. O teste apontou 0,61 miligramas de álcool por litro de ar expelido, sendo que é considerado crime volume acima de 0,34 miligramas.

Ele chegou a ser preso e o delegado Nilson Farias arbitrou uma fiança no valor de 100 salários-mínimos, o que corresponde a R$ 95,4 mil.

Em audiência de custódia, a Justiça reduziu a fiança para apenas um salário-mínimo, ou seja, R$ 954. Depois disso, o motorista foi liberado e dirigiu até o estado de São Paulo.

Ainda na delegacia, o condutor teria mentido sobre o acidente e afirmado que estava na pista certa e que o veículo da família teria invadido a via contrária e provocado a colisão.

Apenas uma das filhas do casal, de 3 meses, sobreviveu a essa tragédia. A família morava em Ibema, no Paraná, e estava passando as férias em Mato Grosso.
Banner da campanha da dengue

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSTENTABILIDADE
CONHEÇA A CIDADE INDIANA QUE FUNCIONA 100% COM ENERGIA SOLAR
POLICIA
Criança confirma que teve de beber Catuaba e foi violentada por padrasto
POLÍTICA
Justiça nega pedido de Flávio para parar investigação sobre Queiroz
FAMOSOS
Após Xuxa falar de Sasha e uso de maconha, Record entra em total estado de “desespero”
ECONOMIA
Gasolina volta a subir na segunda-feira
E o Bernal? E essa estranha política do Velho Centro-Oeste? Parte 1
ESTIOLANATO
Advogado perde quase R$ 28 mil após entregar cartão cortado
INTERIOR
Motorista sai do PR com promessa de frete em MS, acaba vítima de bandidos e tem caminhão roubado
FRONTEIRA
Paraguai expulsa 12 estudantes brasileiros de medicina
BRASIL E MUNDO
Suspeito de ataque no Sri Lanka teria sido expulso de grupo extremista