Menu
Busca Ter, 20 de agosto de 2019
(67) 9.9928-2002
Argentina

Opositor de Macri na Argentina agradece Lula e diz que Bolsonaro é racista

Alberto Fernández disse "celebrar" ser criticado pelo presidente brasileiro, a quem também classificou como "um misógino que é a favor da tortura"

13 agosto 2019 - 12h30Por VEJA

Principal candidato peronista à presidência da Argentina, Alberto Fernández agradeceu nesta segunda-feira ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela mensagem de apoio enviada após a vitória da oposição nas eleições primárias realizadas no país no último domingo. Mais tarde, em entrevista ao programa de TV Corea del Centro, Fernández comentou ataques de Jair Bolsonaro à sua candidatura e disse que “celebra” ser criticado pelo atual chefe de Estado brasileiro, a quem classificou como “um racista, um misógino e um violento que é a favor da tortura”.

“Muito obrigado, querido amigo Lula. Como você bem disse, devemos dar esperança ao nosso povo e cuidar dos que mais precisam”, escreveu Fernández no Twitter, em resposta à mensagem enviada pela equipe de Lula na mesma rede social.

Preso por corrupção na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o ano passado, Lula destacou o “significativo resultado” de Fernández, que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como candidata a vice, nas eleições primárias realizadas na Argentina.

A chapa da Frente de Todos obteve 47% dos votos contra apenas 32% do atual presidente da Argentina, Mauricio Macri.

Os resultados, piores que o esperado para o governo, geraram pânico no mercado financeiro. O índice Merval, das principais ações cotadas na Bolsa de Comércio de Buenos Aires, caiu quase 38%. O peso despencou em relação ao dólar e o risco-país disparou.

Além de agradecer a mensagem, Fernández desejou poder em breve dar um abraço em Lula. Recentemente, o principal candidato peronista à presidência da Argentina visitou o petista na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Com informações, Veja.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Roda Viva
"Moro vem perdendo força no governo", diz Alexandre Frota
Política
Witzel consulta Mourão sobre reestruturação do comando da PMRJ
Tempo
Frente fria avança em MS e Inmet faz alerta sobre queda brusca de temperatura
Economia
Dólar volta a subir e fecha no maior valor em três meses
Meio Ambiente
Bruxelas plantará uma árvore para cada recém-nascido
Luta pela democracia
Brasileira que participou de protestos em Hong Kong diz que ameaça chinesa não vai parar manifestantes
Fênomeno raro
FUMAÇA DE QUEIMADAS NA AMAZÔNIA ESCURECE CIDADES DO CENTRO-OESTE E SUDESTE
Além de política, até no entretenimento
Conflitos em Hong Kong chegam ao cinema com Jackie Chan e Mulan
Fora de sí
Jovem atropela padrasto, sobe no telhado e ameaça se matar
Covardia
Três moradores de rua são atropelados no centro de SP