Menu
Busca Dom, 01 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
BRASIL E MUNDO

Paisagista espancada em apartamento na Barra tem alta médica

Suspeito de cometer a agressão está em um hospital penitenciário para avaliação psiquiátrica. Polícia aguarda a melhora da vítima para pegar seu depoimento.

22 fevereiro 2019 - 09h40

A paisagista Elaine Perez Caparroz, internada desde sábado (16), depois de ser espancada dentro do próprio apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, recebeu alta médica na manhã desta sexta-feira (22). A vítima estava internada desde o dia 16 no Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido, Zona Norte do Rio, após ser violentamente espancada durante um encontro. Por volta das 9h20, a paisagista ainda não havia deixado o hospital.

Segundo o médico Ricardo Cavalcanti, responsável pela avaliação plástica do rosto de Elaine, a reconstrução da face dela deverá durar aproximadamente seis meses. Elaine sofreu diversas fraturas no rosto e perdeu um dente durante as agressões.

Elaine foi violentamente agredida durante cerca de quatro horas. O suspeito de ter cometido as agressões é o bacharel em direito Vinícius Batista Serra, de 27 anos.

O casal manteve um relacionamento por redes sociais por cerca de oito meses, mas na noite de sexta-feira (15) tiveram o primeiro encontro. Vinícius foi preso em flagrante e alegou ter tido um surto psicótico. Segundo Elaine, ela acordou com as agressões. Vinícius teve a prisão preventiva decretada por tentativa de feminicídio.

Na quarta-feira (20), ele foi levado para o Hospital Psiquiátrico Robertos Medeiros, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, para uma avaliação psiquiátrica. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), ele em um período de observação e sendo acompanhado por uma equipe médica.

Foto de Vinícius Batista Serra nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto de Vinícius Batista Serra nas redes sociais — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A polícia já sabe que há três anos, Vinícius Serra também foi acusado de agredir o próprio pai e o irmão, dentro de casa. Os pais de Vinicius tinham depoimento marcado para terça-feira (19) na delegacia, mas não apareceram.

A paisagista deve ser ouvida a qualquer momento pela polícia, já que a delegada Adriana Belém, da 16ª DP (Barra da Tijuca), aguardava apenas uma melhora de Elaine para pegar o depoimento dela. Com informações, G1.

violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana