Menu
Busca Qui, 20 de junho de 2019
(67) 9.9928-2002
Pedofilia

Professora admite ter tido filho com estudante de 14 anos

27 março 2018 - 13h57
A professora Laura Lynn Cross, de 37 anos, admitiu em tribunal de Ohio (EUA), na última sexta-feira (243/3) ter tido um filho com um estudante de 14 anos. Ela será sentenciada no próximo mês.
O caso começou quando Laura Lyn fez um convite para que o jovem, que tinha os pais em processo de separação, fosse tomar banho de piscina na casa dela, em Tallmadge.
Em pouco tempo, o adolescente estava dormindo na casa da professora. Laura Lyn, então, convenceu a mãe do jovem a deixá-lo morar com ela como parte do processo de disputa da custódia.
O relacionamento começou em 2013 e durou três anos. Em 2015, a mãe do adolescente fez uma queixa-crime contra Laura Lyn, mas o filho dela se recusava a deixar a residência da professora.
O bebê foi mantido em segredo até que o pai recebeu uma denúncia anônima e procurou a polícia.
A pena de Laura Lyn pode chegar a 15 anos de prisão.
Liberdade de expressão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Nova Alvorada do Sul
Celular pega fogo e quase queima uma casa
Facção Criminosa Comando Vermelho
Luiz Queimado faleceu na Bahia
Dourados
A covardia e as consequências de escolher mal o namorado
Água Clara
Vereadora é cassada por corrupção
Nova Andradina
As pistas do MS são perigosas pala falta de manutenção e de motorista com imprudência
Bolsonaro esculhamba militar
BOLSONARO REAGE A SANTOS CRUZ E DIZ QUE GENERAL É 'PÁGINA VIRADA'
CORREIOS
Discursos, sem menor preocupação, servem para Bolsonaro se livrar de seus assessores
TECNOLOGIA
Google lançará aplicativo para competir com Whatsapp; novo sistema deve incomodar telefônicas
Armas, drogas e celulares
PCC assassinou dez pessoas do Clã Rotela
Campo Grande, cadê o prefeito?
A incompetência de um prefeito causa.tristeza e dor nas pessoas