Menu
Busca Seg, 01 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
BRASIL E MUNDO

Professora arrasta aluno com autismo pela escola e é demitida

Nas imagens, é possível ver a mulher arrastando o menino puxando o menino pelos braços

09 janeiro 2019 - 16h35

Uma professora do estado de Kentucky, nos Estados Unidos, foi demitida após um vídeo com ela agredindo um aluno de 9 anos com autismo ser divulgado nas redes sociais pela mãe do menino. As informações são da CNN.

De acordo com a emissora americana, a escola anunciou a demissão da professora, que não teve seu nome divulgado, na última segunda-feira (7). O incidente, no entanto, ocorreu em outubro do ano passado. Nas imagens, é possível ver a mulher arrastando o menino puxando o menino pelos braços e o arrastando pelos corredores da escola.

A denúncia foi feita por Angel Nelson, mãe do menino, que colocou o vídeo das câmeras de segurança da escola nas redes sociais. Ela diz que tudo aconteceu após o filho ter um surto dentro da sala de aula. “Ela [a professora] o fez se sentir diferente. Professores deveriam impedir o bullying e não praticar”, disse Nelson para a CNN.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte:topmidianews

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Mês de março tem Dia da Mulher, início do outono e Dia da Água
Brasíl
Sem acordo, Lira cria comissão especial para discutir PEC da imunidade
Leão
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje
Campo Grande
A sujeira virou tradição em Campo Grande
Oportunidade
Evento on-line da Sedhast para os 79 municípios de MS começa nesta segunda-feira
Campo Grande
Prefeitura gasta muito recurso público, mas não consegue resolver problemas de semaforizacão, causando riscos e prejuízo à população.
Geral
Temporada de pesca começa com cota de 2020 valendo: um exemplar e cinco piranhas
Tempo
Março terá acumulados de chuva e calor acima da média em Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Presidente do TJ recebe visita do Cônsul da República do Líbano
Covid 19 em MS
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado