Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Brasil e Mundo

Reino Unido louva abordagem "escalonada" contra a covid

Bélgica é um dos países mais afetados da Europa

30 outubro 2020 - 10h10Por Reuters

A abordagem “escalonada” do Reino Unido para conter o coronavírus parece estar funcionando, disse seu ministro das Relações Exteriores nesta sexta-feira (30), ao mesmo tempo em que França e Alemanha preparam novos controles a aglomerações quase tão rígidos quanto os lockdowns da primavera.

Europa e Estados Unidos emergiram como as zonas de perigo atuais da covid-19, que foi identificada na China em dezembro, em meio a uma crise global na qual quase 45 milhões de pessoas já foram infectadas e 1.178.943 morreram.

O chanceler britânico, Dominic Raab, disse que a abordagem localizada pode funcionar se todos respeitarem as regras.

O Reino Unido registrou uma média de mais de 20 mil casos diários novos ao longo da última semana, e uma média de mais de 200 mortes diárias no mesmo período.

Indagado se um lockdown nacional é inevitável agora, Raab respondeu: “Não, não acho que isto esteja certo, mas o que nos guia é a taxa do vírus.”

“Vimos alguns indícios, desde que começamos a adotar esta abordagem escalonada, de que a taxa de crescimento desacelerou”, disse ele à BBC TV.

O governo adotou um sistema de três escalões de restrições para áreas locais, mas o Partido Trabalhista, de oposição, pediu um lockdown temporário para romper cadeias de infecção.

França e Alemanha anunciaram novos lockdowns nesta semana, já que as infecções passaram da marca de 10 milhões no continente e hospitais e unidades de tratamento intensivo voltaram a ficar repletos de pacientes.

Bares, restaurantes e eventos esportivos e culturais foram restringidos ou fechados em vários outros países europeus.

A Bélgica, um dos países mais afetados da Europa, registrou uma média de 15.316 infecções novas por dia em meados de outubro, disseram autoridades de saúde, horas antes de o governo cogitar um lockdown. A Áustria registrou seu maior número diário de infecções até o momento.

O ministro da Economia da Itália, Roberto Gualtieri, disse nesta sexta-feira (30) que a “prioridade absoluta” do governo é evitar um lockdown nacional, mas a comissária de Saúde da União Europeia, Stella Kyriakides, disse que os membros do bloco deveriam estar preparados para impor novas restrições.

O aumento das infecções voltou a abalar os mercados financeiros. Ações caíram em todo o mundo, e o petróleo rumava para um recuo de dois dígitos nesta sexta-feira (30).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito