Menu
Busca Seg, 06 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Brasil e Mundo

Sinal de alerta para Trump: republicanos estão mais pessimistas sobre rumos dos EUA Por Joseph Ax

07 junho 2020 - 16h28Por Plantão jornalístico, AJ

 Os republicanos estão mais pessimistas em relação aos rumos dos Estados Unidos do que em qualquer outro momento da presidência de Donald Trump, no momento em que uma tríade de crises - pandemia de coronavírus, desaceleração econômica e protestos contra racismo e brutalidade policial - atinge sua administração.

Apenas 46% dos norte-americanos que se identificam como republicanos dizem que o país está no caminho certo, segundo pesquisa Reuters/Ipsos conduzida semana passada. É a primeira vez que esse número ficou tão baixo desde agosto de 2017, quando protestos organizados por supremacistas brancos em Charlottesville, Virginia, levou a conflitos violentos.

No começo de março, antes de o novo coronavírus impor quarentenas ao redor do país, por volta de 70% dos republicanos diziam que estavam otimistas com os rumos do país.

O índice de aprovação de Trump permanece resistente, por volta de 40%, com grande maioria de republicanos que ainda aprova seu desempenho, em geral.

Mas o pessimismo continuado entre apoiadores de Trump pode ser o presságio de fraqueza para a eleição de novembro, quando ele enfrentará o ex-vice-presidente democrata Joe Biden, dizem especialistas.

 

Entre republicanos, 37% dizem que o país está no caminho errado; 17% deles dizem que votariam em Biden se as eleições fossem agora, enquanto 63% ainda planejam votar em Trump.

Em uma eleição na qual a maioria dos analistas acredita que será decidida por um punhado de Estados divididos, como Michigan, Pensilvânia e Carolina do Norte, mesmo pequenas deserções ou leves quedas em comparecimento de republicanos pode colocar em risco as chances de Trump.

“Deve provavelmente ser preocupante para o presidente, embora seja razoável dizer que ele mantém um forte apoio entre republicanos”, afirmou Kyle Kondik, analista eleitoral da Universidade da Virginia.

Republicanos acreditam que uma recuperação econômica durante o outono do hemisfério norte pode reforçar suas chances. O relatório de empregos de sexta-feira mostrou que mais de 2,5 milhões de postos de trabalho foram acrescentados no último mês, durante o grosso da pandemia de coronavírus. Trump comemorou os ganhos como “a maior virada da história dos Estados Unidos”.

A porta-voz da campanha de Trump, Erin Perrine, afirmou em um comunicado que “pesquisas são notoriamente erradas. Estamos a cinco meses da eleição e qualquer pesquisa agora não é uma indicação clara dos resultados. Os pesquisadores estavam muito errados em 2016 e subestimaram o entusiasmo dos eleitores pelo presidente Donald Trump todas as vezes”.

Reuters

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Comissão do impeachment de Witzel aprova retomada do prazo de defesa
Coxim
Mataram Zé Carlos gari que se destacava em denunciar injustiças contra o povo de Coxim.
Mundo
Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos
Campo Grande
O prefeito de Campo Grande incentiva uso de medicamento para combater Covid 19
O medicamento não é recomendado pela Anvisa, mas pode ser adquirido nas farmácias.
Dourados
Preso o acusado do assassinato do secretário Municipal se Dourados
Geral
Martha Rocha a 1a miss Brasil, faleceu aos 81 anos, em Niterói, Rio de Janeiro
Internacional
Premiê da Nova Zelândia lança campanha com promessa de empregos e financiamento
Brasíl e Mundo
Índia desiste de reabertura do Taj Mahal citando riscos do Covid 19
Loteria
Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões A quina teve 75 apostas vencedoras cada uma receberá R$ 36.939,97
Campo Grande
Apesar de muito dinheiro recebido para combater a pandemia do Covid 19, a capital se tornou o epicentro do novo Coronavirus