Menu
Busca Qui, 23 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Esporte

Thiago Paulino é ouro e Marco Aurélio é bronze no arremesso de peso

Tóquio 2020 já é a melhor campanha do Brasil em paralimpíada

03 setembro 2021 - 18h00Por Agência Brasil-EBC

O paulista Thiago Paulino foi o melhor competidor na prova de arremesso de peso da classe F57 (cadeirante) e conquistou, nesta sexta-feira (3), medalha de ouro na Paralimpíada de Tóquio. O Brasileiro, que também é o atual campeão mundial, cravou 15,10 metros no Estádio Olímpico de Tóquio, na capital japonesa.

O pódio também teve a presença de outro compatriota de Thiago. O paulista Marco Aurélio Borges fez o terceiro melhor arremesso, 14,85 metros, e levou, aos 43 anos, a primeira medalha de bronze em paralimpíadas. Já a prata ficou o chinês Guoshan Wu (15,0 metros).

 

A medalha de ouro de Paulino foi a 21ª do Brasil e nona do atletismo brasileiro em Tóquio 2020, igualando o feito de Londres 2012. Desta forma, a atual edição dos Jogos se torna a melhor campanha da história do Brasil em paralimpíadas. Em Londres, os brasileiros conquistaram 21 ouros, 14 pratas e oito bronzes, já em Tóquio levaram, até o momento, 21 ouros, 14 pratas e 26 bronzes.

Thiago Paulino dos Santos é natural de Orlândia, em São Paulo. O atleta de 35 anos amputou a perna esquerda abaixo do joelho em 2010 por causa de um acidente de moto. No ano seguinte, ele iniciou no atletismo a convite de um professor de Educação Física.

O medalhista de bronze Marco Aurélio Borges também precisou realizar uma amputação, na perna direita, devido a um acidente de moto, em 1998. Sete anos depois, ele começou no atletismo paralímpico no arremesso de disco. Borges nasceu na capital São Paulo.

Agência Brasil-EBC

Deixe seu Comentário

Leia Também

Eleição 2022
Senado aprovou novo Código Eleitoral e vai à sanção presidencial.
Economia
Dólar fecha acima de R$ 5,30 após anúncio do Banco Central americano
CPI da Covid
CPI: diretor da Prevent Senior é acusado de mentir e passa à condição de investigado
Brasíl
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
Polícia Federal
A Operação Apate cumpre mandados em São José dos Campos
Brasilia
CPI da Covid-19; início da sessão com "rasgação de seda" entre senadores da oposição tentando reverter a impressão negativa da briga causada por senadora e ministro
Brasília
Briga na CPI: presidente da CPi fala que Bolsonaro causa vergonha, senador Marcos Rogério rebate dizendo que a CPI da Covid que faz vergonha a muito tempo.
Tempo e temperatura
Primavera começa com tempo claro e ensolarado em Mato Grosso do Sul
Brasília
CPI termina com sessão em briga, agressão verbal entre senadores e Ministro da CGU.
CPI no Senado Federal
A diferença de pensamento entre os Ministros do STF, Carmen, Nunes Marques e Rosa Weber.
Ministros divergem sobre obrigação de convocados à CPI da Covid