Menu
Busca Qua, 23 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Ameaça de demissão em massa do Transporte Público da capital

"O Consórcio está passando dificuldade para manter o Transporte coletivo urbano, mas o allcaide quer que desistam do contrato" manifesrou-se um dos motoristas que pediu para não divulgarem a fonte.

07 agosto 2020 - 07h00Por Boca do Povo

Após impasse e desistência da assembleia que poderia paralisar o transporte coletivo em Campo Grande nesta sexta-feira (07), os ônibus continuam circulando normalmente. No entanto, a assembleia que discutirá a demissão em massa feita pelo Consórcio Guaicurus, que alega ‘crise do coronavírus’, deverá ser remarcada ainda hoje.

Jornal Midiamax foi até duas empresas na manhã desta sexta. Os ônibus saíram em seu horário normal, por volta das 5h20. Em uma das empresas, a Jaguar, foi confirmada a demissão de alguns funcionários. O número não foi informado.

Se para os funcionários do transporte coletivo a situação não anda favorável, os usuários também acabam perdendo. É o caso de Luiz Antonio Geordani, 44 anos, que trabalha em uma empresa de curtume no Indubrasil. Ele perdeu o primeiro ônibus de 5h15 e, diante do impasse, não sabia se o próximo passaria.
“Estou esperando o de 5h30, se não passar, ligo na empresa e volto pra casa, ou a gente se organiza pra uma carona”, disse.

Funcionária de um abrigo para menores afirmou que trabalha todos os dias e finais de semana alternados. A mulher de 32 anos depende da linha 080 para ir trabalhar. “Fiquei cuidando para ver se ia ter ônibus, quando vi que estava normal, corri para o ponto”, explicou a mulher, que mora próximo da avenida Brilhante.

No caso dos finais de semana, como o transporte é feito, exclusivamente, para quem trabalha em serviços essenciais, a empresa fez uma declaração para que a funcionária utilize o transporte aos domingos.

Demissão em massa

O STTCU (Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo Urbano) de Mato Grosso do Sul denunciou que o Consórcio Guaicurus demitiu mais de 300 funcionários nos últimos meses, sendo 150 demissões somente na última quarta-feira (05).

Por isso, uma assembleia foi convocada para sexta-feira (06), onde os trabalhadores votariam sobre paralisação por tempo indeterminado. No entanto, após a audiência de mediação entre o SCTTU e o Consórcio Guaicurusintermediada pelo Ministério Público do Trabalho, a categoria desistiu de assembleia.

‘Crise’

Consórcio Guaicurus alega que está passando por ‘crise’ devido à pandemia do coronavírus, apesar de ter lucro anual de R$ 12 milhões.

Prefeitura de Campo Grande, de acordo com a Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos), o Consórcio relatou perdas de 50% nos lucros de fevereiro a junho, o que ainda restaria mais de R$ 6 milhões de ganho com a exploração do serviço na cidade.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mundo
Torre Eiffel é esvaziada em Paris Informação é da equipe de imprensa da torre
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto dentro de cela
Campo Grande
Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros
Fronteira
Foram presos contrabandistas, entre eles um dos policiais da Operação Omertà.
Brasil
Quase uma tonelada de maconha nos fundos de igreja
Saúde
Campo Grande tem 28.593 casos e 463 novos óbitos
Paranaíba
Filho que bate em mãe, se dá muito mal.
Brasíl
Nem Moro, Nem Azevedo, Nem Bolsonaro e nem Marito , eles todos não conseguiram dar garantias de segurança na fronteira" disse jornalista paraguaio.
Brasilia
Ao STF, Aras diz que decisão sobre reeleição de comandos da Câmara e Senado é assunto interno
Brasíl
Brasil acumula 4,55 milhões de casos e 137,2 mil mortes por covid-19