Menu
Busca Sex, 27 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Saúde

Aos 77 anos e ostomizada, idosa sofre derrame e aguarda há 10 dias por vaga em hospital

27 abril 2018 - 21h13Por Redação Notícias VIP
Vítima de derrame isquêmico, Maria Solange dos Santos, 77 anos, já passou por duas Upas (Unidades de Pronto Atendimento) de Campo Grande, mas, sem atendimento adequado, só piora seu quadro de saúde. Idosa e ostomizada, ela não consegue vagas para internação em hospitais e sequer realizou exames para identificar ao certo os danos sofridos.

Ela permanece na Upa Coronel Antonino há alguns dias, aos cuidados do amigo jardineiro Daniel Mariano da Silva, 50 anos, que relata a dificuldade para se conseguir uma internação correta e respeito por parte de alguns atendentes da saúde. A idosa não tem familiares residentes em Mato Grosso do Sul e mora sozinha no Taveirópolis.

?Há mais ou menos dez dias ela sofreu esse derrame, que paralisou seu corpo todo. A levei até a Upa Leblon, ela ficou internada por uma semana e o médico liberou, mas ela nem conseguia andar sozinha, completamente mal ainda, sem fazer tomografia para ver a lesão. Em casa, ela passou mal e eu chamei pelo Samu (Serviço de Atendimento móvel de Urgência), e me atenderam com estupidez total?, denuncia.

Daniel diz estar custeando a alimentação e serviços de uma acompanhante para a idosa, nos momentos em que não pode estar junto a ela. Contudo, chegou a ser acusado por uma assistente social de se dispor a ajudar por estar interessado no benefício que Maria recebe do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

?Isso é uma falta de respeito, uma acusação dessa vinda de um assistente da população. Maria é lúcida e administra os seus benefícios, e está lá na Upa, nervosa, piorando a cada dia, sem um atendimento digno para a sua idade e a condição de ter uma bolsa de colostomia. É desumano o que ela passa?, desabafa.  

Sesau

A prefeitura de Campo Grande respondeu, em nota via assessoria de imprensa, que a Central de Regulação solicitou a transferência da paciente para uma unidade hospitalar. ?O caso dela está sendo conduzido com prioridade pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e assim que houver disponibilidade de leito ela será transferida. É importante reforçar que a paciente está recebendo toda a assistência necessária na unidade?, completa o comunicado.
racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Covid-19 mata subtenente em MS; 2ª morte do mês na instituição
Covid 19 em MS
Taxa de contágio da Covid 19 volta a subir no MS
Campo Grande
Estado deposita R$ 514 milhões em salários nesta sexta-feira (27)
Brasil e Mundo
Dinamarca quer desenterrar "visons zumbis" de valas coletivas
Judiciário
Bretas condena Cabral a 19 anos de prisão e Barata a 28 anos
Esportes
LNF adia primeiro jogo da semifinal entre Tubarão e Magnus
Ponta Porã
Polícia paraguaia prende dois suspeitos de matança de membros da turma de Fahd Jamil
Polícia
PF investiga suspeitos de propaganda de atos para alteração da ordem
Saúde
Fiocruz: aumento de casos e óbitos de covid-19 deve servir de alerta
Argentina
“Adios Diego”: Maradona é enterrado e mundo chora a perda