Menu
Busca Seg, 28 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Vitória do cliente

Banco é condenado a pagar indenização a cliente que esperou 2h43 em fila

02 maio 2018 - 09h04Por Alcides Bernal
Desembargadores da 4° Câmara Cível decidiram negar uma apelação do Banco Bradesco contra uma sentença que condenou uma de suas agências a pagar indenização de R$ 4 mil reais a uma cliente que esperou atendimento por mais de duas horas em fila. Além da indenização, o banco deverá pagar juros de mora de 1% ao mês e às custas processuais no valor de R$ 1.500,00.

 

Em fevereiro de 2016, a autora da ação foi até uma agência do banco localizada na rua Barão do Rio Branco e esperou por atendimento das 15h04 até às 17h47, o que vai contra a legislação vigente. Segundo a lei municipal n° 4.303/2005, o prazo de espera dos usuário em filas é de até 15 minutos em dias normais e, 25 minutos em vésperas de feriados ou após feriados prolongados.

 

O banco tentou apelar contra a decisão em primeiro grau e diminuir o valor da indenização, porém para o relator do processo, Desembargador Amaury da Silva Kuklinski, ficou claro que o tempo máximo permitido foi extrapolado. Já sobre a redução, Kuklinski afirmou que o valor não merece ser reduzido por ser adequado e justo aos transtornos causados.

 

(Ante o exposto, conheço do recurso de apelação e nego-lhe provimento, mantendo a sentença atacada. Com espeque no § 11 do artigo 85 do CPC (que discorre em relação à atuação do advogado quando há elevação do grau recursal), majoro os honorários para o patamar de R$ 1.800,00), disse o magistrado.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Futebol
Após imbróglio judicial, Palmeiras e Flamengo empatam em 1 a 1
Política
Políticos e suas atitudes
Brasíl
Problemas na saúde de motoristas são causas de milhares de acidentes
Brasíl
Pandemia leva a queda de 66% no faturamento do turismo no Amazonas
Brasíl e Mundo
Reino Unido quer que estudantes possam voltar para casa no Natal apesar da Covid-19
Lotérica
Mega-Sena, concurso 2.303: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 60 milhões
Crise na Educação
Discriminação?
São Paulo
Covid-19: SP fará testes em professores e alunos da rede municipal Ao todo serão testadas 777 mil pessoas, diz prefeito
Corrupção
MPF denuncia cinco investigados na Operação Esquema S
Eleições 2020
TSE: em pronunciamento, Barroso pede cuidado com pandemia e fake news