Menu
Busca Ter, 03 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
Dengue hemorrágica

Campo Grande, ineficiência da gestão Trad e a dengue

26 fevereiro 2019 - 08h55

O alcaide de Campo Grande convocou coletiva de imprensa para confessar que a Dengue hemorrágica já avança sobre a população.

Mortes estão sendo investigadas. A última anunciada pelo Marcos Trad, foi a morte de Sidinei dos Reis Nantes de apenas 5 anos de idade, ocorrida ontem, três dias após apresentar os sintomas iniciais.

Campo Grande já está atingindo número suficiente para o alerta de epidemia, que seria de 300 notificações para cada 100 mil habitantes.

A estrutura de atendimento na saude pública está com graves dificuldades na gestão Trad, pois o que não falta é reclamação, medicamentos, insumos e desorganização sobram e causam revolta nos postos de saúde, pela falta de capacidade administrativa do prefeito Marcos Marcelo Trad (PSD).

Marquinhos Trad confessa existência de dengue hemorrágica

Dengue só existe por conta do lixo que se acumula por omissão de irresponsáveis que não fazem sua obrigação. O prefeito Marcos Marcelo Trad tem deixado a desejar e a população irritada porque desde ruas, praças, obras públicas paradas, equipamentos públicos sujos e abandonados são verdadeiros criadouros do mosquito aedes aegypti.  No entanto, como de costume o prefeito tenta inútilmente se livrar da culpa envolvendo seu primo, Ministro Mandeta que teria confidenciado que isso está em todo Brasil.

O fato é muito lógico. A omissão causa a epidemia. Feitiço e o Feiticeiro. Em entrevista a uma emissora de tv o atual prefeito afirmou ironicamente "Quando o gestor é incompetente cria taxa do lixo, faz qualquer coisa para arrecadar e a população é quem paga o pato. Eu não vou deixar isso acontecer..." (  Marcos Trad em campanha eleitoral).

A polêmica da sujeira, caos na saúde pública, no lixo envolve, há tempos, empresas e políticos já processados e até presos na Operação Lama Asfáltica e outras operações policiais.

 

ÁUDIO DE UM MORADOR:

Um áudio que circular nas redes sociais de um morador que fica indignado com a situação que se encontrar os postos de saúde na capital e principalmente a falta da competência do atual prefeito, Marquinhos Trad. Veja o áudio:

 

 

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana