Menu
Busca Dom, 24 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

"Com chuvas, mato e lixo nas ruas a Dengue pode matar muita gente", disse agente de saúde.

Campo Grande tem precária estrutura de saúde, não está preparada para enfrentar uma epidemia de Dengue.

12 janeiro 2021 - 15h55Por AB - EBC

Diversos moradores de Campo Grande tem reclamado da omissão da prefeitura com relação à limpeza pública.

"Todos devemos manter a casa limpa, mas a prefeitura não limpa as praças públicas, não limpa as obras públicas paradas, não limpa nem os prédios públicos. Só observar que o pior exemplo vem da prefeitura" reclamou moradora do Jardim Anache. 

Na região dos cemitérios públicos é a mesma situação. "Tem muitas latinhas, recipientes que acumulam água dentro e fora do muro do Santo Amaro, Cruzeiro e Santo Antônio." disse moradora da vila Margarida, que vistava cemitério no Santo Amaro.

A denúncia foi encaminhada para o Notícias Vip, que não obteve resposta da prefeitura de Campo Grande. 

Moradores da Rua Pernambuco reclamam do mato, lixo, mosquitos e outros insetos que saem da quadra abandonada pelos donos e prefeitura. " Mando essa foto para mostrar a calamidade aqui da região."

 

Por R. Nunes 

racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Covid 19 em MS
Boletim Covid-19 deste sábado registra óbitos em 12 municípios
Alimentação
Governo federal se compromete com isenção de exportações para o PMA
Educação
O que é preciso saber para o segundo dia do Enem
Campo Grande
Marquinhos Trad cobra impostos e taxas da população de Campo Grande e não realiza serviços públicos.
Vacina
Fiocruz libera neste sábado distribuição de vacina aos estados
Tempo e temperatura
Meteorologia prevê sábado com pancadas de chuva e máxima de 33°C
Nioaque
Prefeito de Nioaque é o primeiro a ser investigado por tomar vacina destinada a indígenas
Judiciário
Em posse do TJMS, Reinaldo Azambuja destaca importância do Poder Judiciário no combate à pandemia
Vacina
Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia
Brasíl
Número de casos de covid-19 chega a 8,75 milhões no Brasil Doença já fez mais de 215 mil vítimas