Menu
Busca Sáb, 19 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
fraude

Empresas recorrem novamente a justiça para evitar que Marquinhos Trad cobre da população o serviço de iluminação pública com o sobrepreço de 12,6 milhões

10 maio 2018 - 11h06Por Redação Notícias VIP
Na manhã desta quinta-feira 10 de maio, chegou na redação do site Notícias Vip uma denúncia sobre o superfaturamento do Processo de Contratação de Empresas para a manutenção de iluminação pública para as sete regiões de Campo Grande/MS.

O processo licitatório deu início no dia 25 de outubro de 2017 com concorrência número 10/2018 onde houve abertura das documentações. Após a análise da documentação, várias empresas foram inabilitadas, sem que houvesse quaisquer irregularidades na documentação. 

As empresas inabilitadas recorreram ao Poder Judiciário, e obtiveram decisão favorável, determinando assim que a comissão de licitação reconsiderasse e as reconduzisse ao certame. Posteriormente a comissão publicou para o último dia 07 de fevereiro a abertura dos preços cujo o resultado com o melhor preço segue abaixo:

Estranhamente a prefeitura recolheu as propostas e sem a presença de um representante das empresas voltou a inabilitar as mesmas que tiveram decisões favoráveis via judicial, alegando que a composição unitária de um item somente estava acima da referência do SINAPI (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil) da data de orçamento. O item se trata somente do fornecimento de um veículo de apoio, e o próprio edital permite a correção da composição unitária, desde que não majore o valor total proposto.


Segundo á denúncia com rapidez incomum, a comissão da prefeitura homologou 2 empresas como vencedoras do certame, com preços 22 % superiores aos preços da primeira colocada, inabilitada sem motivo legal. Se essas duas empresas forem realmente contratadas, a prefeitura terá um prejuízo de 12,6 milhões no decorrer do contrato.

As empresas inabilitadas voltaram novamente a recorrer à justiça, ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal de Contas Estadual, para evitar que a população pague um preço abusivo na manutenção da iluminação pública.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Dia mundial da limpeza em Campo Grande, passou desapercebido pelo prefeito Marcos Trad
Política
Em Campo Grande veículo da prefeitura pega fogo e coloca população em risco
As chamas consumiram o veículo da GM em frente a escola no Jardim.Anache
Brasil
Secretário de Estado norte-americano chega a Boa Vista Mike Pompeo visitará ainda Colômbia, Suriname e Guiana
Brasil
Bolsonaro diz que país está em fase final de “grande provação”
Brasil
IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
Justiça determina que deputada Flordelis use tornozeleira eletrônica
Brasil
Governo brasileiro confirma intenção de aderir à Covax
Brasil
Ministro Benedito Gonçalves contrai Covid-19, informa assessoria do STJ
Cultura
É pecado sonhar?
Brasil
Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19