Menu
Busca Qua, 28 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
Negligência

Entidades criticam a Prefeitura e falam de providências para piso tátil

Obra no centro de Campo Grande gera revolta em dirigentes do Ismac e Advims

17 janeiro 2019 - 14h30

Em repercussão à denúncia feita pelo Jornal O Estado, de negligência da obra do Reviva Campo Grande, quanto a critérios de acessibilidade, a reportagem ouviu dois presidentes de entidades ligadas a defesa de interesses de deficientes visuais. 

Além da revolta pelo descumprimento do que está em lei, ambos se mostraram estarrecidos pela possibilidade cogitada pela organização do programa, em adotar medidas paliativas, por meio de adesivos, para identificar o trajeto de acessibilidade a portadores de deficiência visual. 

“O deficiente visual não pode esperar o fim da obra para que tenha o seu direito respeitado. Vamos tomar providências, até porque na apresentação da maquete do projeto foi assegurada a acessibilidade, até porque trata-se de uma intervenção moderna na área central”, destacou o presidente da Advims (Associação dos Deficientes Visuais de Mato Grosso do Sul), Silvan Cardoso de Azevedo. 

A indignação também é da representante máxima do Ismac, Instituto Sul Mato Grossense para Cegos Florivaldo Vargas, referência em políticas públicas para portadores de deficiência visual. 

“Acessibilidade não é só para alguém que possua deficiência. Serve a todos, está garantida por lei, tendo que seguir normas técnicas. Mais que o piso tátil  precisamos de calçadas com o desenho universal que atenda o respeito ao direito de ir e vir das pessoas, com segurança”, fala Telma Nantes, presidente do instituto. 

A respeito do problema, a assessoria do Reviva Campo Grande cita que já foi testado duas alternativas de piso tátil, e que já existe uma delimitação de  espaço para a instalação do que for usado nas calçadas. No retorno à reportagem foi lembrado que as obras ainda estão em andamento.

 

 

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana