Menu
Busca Seg, 09 de dezembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Operação Omertà

Escrivão de polícia é preso, com drogas

22 novembro 2019 - 15h06

Rafael Grandini Salles, escrivão da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, foi preso por tráfico de drogas nesta sexta-feira (22), durante cumprimento de mandado de busca e apreensão.

O mandado é parte da Operação Omertà e foi cumprido na casa onde moravam dois policiais já presos, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande.

 

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, na casa moravam o escrivão, além de Frederico Maldonado Arruda e Elvis Elir Camargo Lima. No dia da deflagração da Omertà, Fred já estaria morando em Campo Grande. Nesta sexta-feira, durante cumprimento do mandado foi encontrada porção de cocaína, sendo atribuída posse a Rafael. Também foram apreendidas munições estrangeiras no local.

O escrivão foi preso em uma casa em Terenos, a 28 quilômetros de Campo Grande. O mandado foi cumprido por equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) e Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).

Operação Omertà

Os policiais civis foram presos em 27 de setembro deste ano, durante a Operação Omertà. A operação cumpriu mandados de prisão preventiva, temporária e mandados de busca e apreensão em Campo Grande e Bonito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
PM agredindo uma menina viralizou nas redes sociais
UFC
Jairzinho desfigurou seu oponente na principal luta de sábado
Milicianos
O poder Público ausente, com isso surgem os milicianos
Polícia
Caminhoneiro fica refém de ladrões do veículo
Campo Grande
Psicólogos fazem manifestação contra Trad
Causas sociais
Faleceu padre defensor dos indígenas paraguaios
Dourados
Sindicato fará ato contra atraso e parcelamento de salário de professores.
Campo Grande
Na época das eleições ele vai aparecer, aí ele terá o que merece.
Campo Grande
fogo no restaurante da rua sete
Política
Fake foi estratégia da eleição de Bolsonaro e seus seguidores do PSL.