Menu
Busca Dom, 01 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
CAPITAL

Especialista alerta para riscos em viadutos de Campo Grande

Buracos, terra, rachaduras e infiltrações foram encontradas por arquiteto urbanista em edificações.

11 fevereiro 2019 - 06h30

Os viadutos da região da Rua Ceará e Afonso Pena apresentam indícios de que a manutenção nesse tipo de estrutura anda falha em Campo Grande. Após a observação nessas edificações, o arquiteto e urbanista Elvio Garabini alerta para problemas aparentes, que precisam ser resolvidos antes que representem alto risco para a população. 

No caso do viaduto que passa sobre a Rua Ricardo Brandão, o especialista alerta para a rachadura nas pedras que formam o gabião, estrutura armada com malha de fios de aço. Segundo Elvio, há falta de grama em um dos lados, o que parece simples, mas é fundamental para manter a estrututa em pé. “A grama tem a função de segurar o aterro”, diz.
Pilar do viaduto da Afonso Pena com estrutura danificada (Foto: Kísie Ainoã)Pilar do viaduto da Afonso Pena com estrutura danificada (Foto: Kísie Ainoã)
O gabião apresenta uma espécie de barriga, indicando que as pedras sofrem pressão maior que a projetada, além de também exibir rachaduras. No pontilhão também foi possível detectar pequenas rachaduras, indicação infiltrações no local.
Arquiteto atenta para infiltrações embaixo do viaduto da Ceará. (Foto: Kísie Ainoã)Arquiteto atenta para infiltrações embaixo do viaduto da Ceará. (Foto: Kísie Ainoã)

Já no pontilhão da Afonso Pena, sobre a Ceará, foram vários os problemas detectados pelo urbanista.

Um buraco com cerca de quase 1 metro de diâmetro pode ser visto embaixo da estrutura. A terra que deveria cobrir o espaço é levada a cada chuva e se esparrama pela calçada, prejudicando até mesmo quem passa a pé pelo local. De perto, é possível ver a terra da espessura fofa.

Buraco embaixo do viaduto da Afonso Pena pelo qual a terra sai devido às chuvas. (Foto: Kísie Ainoã)Buraco embaixo do viaduto da Afonso Pena pelo qual a terra sai devido às chuvas. (Foto: Kísie Ainoã)
Buraco esob a estrutura do viaduto da Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)Buraco esob a estrutura do viaduto da Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)
 

Já sob o viaduto, o arquiteto urbanista alerta para as rachaduras dos pilares de sustentação.

Rachaduras na base do um dos pilares de sustentação do viaduto da Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)Rachaduras na base do um dos pilares de sustentação do viaduto da Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)
Rachaduras na base do um dos pilares de sustentação do viaduto da Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)Rachaduras na base do um dos pilares de sustentação do viaduto da Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)
 

A reportagem procurou o titular da SISEP (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fiorese, na sexta-feira e também neste domingo, mas as ligações não foram atendidas.

Na semana passada, a assessoria de imprensa da pasta informou que a Prefeitura de Campo Grande concluiu no ano passado um levantamento “de todas as pontes, viadutos e passarelas da cidade”. Segundo a prefeitura, “não foi constatado nenhum problema que comprometa a estrutura”.

A Secretaria Informou ainda que obras de revitalização são constantes, desenvolvidas com acessibilidade, reforço na segurança de pedestres, pintura e correção de eventuais solapamentos nas cabeceiras.

 

Informações Campo Grande News

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana