Menu
Busca Ter, 21 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Guarda Municipal que matou mulher e amigo já tinha medida protetiva, mas andava armado

Sindicato declarou apoio ao Guarda Municipal dizendo que ele tinha conduta exemplar

01 março 2020 - 14h00Por Plantão de Noticias

A vítima de feminicidio já havia denunciado o assassino e obtido a medida protetiva.

No entanto, a Prefeitura Municipal de Campo Grande não tomou as providências cabíveis para retirar das atividades da Guarda Municipal e, para piorar a situação, deixou o Guarda Municipal portando arma e lotado na região do Anhandui.

A omissão da gestão atual da capital custou a vida de duas pessoas e a destruição de diversas famílias.

O autor dos disparos já foi identificado e a situação de flagrante permanece,.pois a polícia está no seu encalço.

O autor dos tiros se chama Valtemir Pereira da Silva, 37 anos, está foragido.

As vítimas fatais são: professora Maxeline da Silva dos Santos, ,28 anos, sua ex-,mulher; e Estefersom Batista de Souza, dono da casa onde seria servido o churrasco. 


A vítima de feminicidio

A vítima de tentativa de homicídio Camila Teles Silva levou tiros nas costas e encontra-se hospitalizada.

O prefeito Marcos Trad não se manifestou e o presidente do Sindicato dos Guardas declarou que o guarda assassino tem conduta exemplar.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ONU
Presidente faz discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas
Abertura do evento é feita tradicionalmente pelo presidente do Brasil
Brasília
Senador quer convocar filho de Bolsonaro após provocação à CPI
Mato Grosso do Sul
Inverno se despede com temperaturas acima dos 40°C e umidade do ar em níveis críticos
Política
Transferência de pagamento de perícias médicas aos segurados do INSS é criticada em debare do Senado Federal.
Política
Deputados cassados por corrupção recebem aposentadoria de até R$ 23,3 mil pela Câmara
Brasíl
Pesquisadora explicou como governo favoreceu a circulação do vírus
Política
Maioria é a favor da regulamentação do lobby, revela DataSenado
PF
CPI recorreu à PF para obter documentos negados pela Precisa e pelo Ministério da Saúde
Brasil
Covid-19: Brasil tem 21,2 milhões de casos e 590,5 mil mortes
Brasília
Dia Mundial do Doador de Medula Óssea muda cores do Congresso Nacional