Menu
Busca Dom, 07 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
Covid 19

Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia

26 janeiro 2021 - 08h01Por AB/EBC

Faltam poucos dias para o primeiro mês de 2021 encerrar, porém, os números da pandemia estão longe de diminuir e com 461 óbitos registrados ao longo de janeiro, o mês já é o terceiro pior desde o início da propagação da doença, atrás apenas dos picos de agosto (488 mortes) e dezembro (583 vítimas).

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, em apenas 24 horas, foram registradas 20 mortes pela doença, com isso, totalizando 2.839 vítimas do coronavírus em Mato Grosso do Sul.

Além disso, mais de mil exames deram positivos em um dia, somando 157.758 casos confirmados da doença. Deste total, 145.442 estão recuperadas, 8.970 estão se recuperando, em isolamento domiciliar e 507 estão hospitalizadas.

Dos pacientes internados, 262 estão em leitos clínicos, sendo 168 pelo SUS e 98 na rede privada. E em UTI, 181 estão internados pelo SUS e 64 na rede privada, somando 245 sul-mato-grossenses que apresentam um quadro clínico mais grave.

Em relação ao comprometimento de leitos, a situação mais grave está na macrorregião de Dourados, com 85% de ocupação; na sequência Campo Grande, com 78% ; Corumbá, com 67% e Três Lagoas, com 62%.

SES

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil e Mundo
Ministério decreta situação de emergência ambiental prévia
Meio Ambiente
FundturMS faz visita técnica à Estrada Parque de Piraputanga e identifica potencialidades da região
Meio Ambiente
Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental
Interior
Ribas do Rio Pardo receberá Seção Comunitária de Bombeiros
Mato Grosso do Sul
Já faltam leitos nos hospitais da macrorregião de Campo Grande
Campo Grande
Hemosul de Campo Grande abre o dia todo neste sábado; unidade precisa de sangue O- e O+
Interior
Agesul interdita parcialmente ponte na MS-243, no Nabileque
Mortes por Coronavirus no Brasil
Brasil virou referência de bagunça de politicos, vírus, infeção, falta de estrutura e mortes.
Vacinação
Politicagem e desordem
Economia
Empresas do setor de turismo do MS já podem acessar as linhas de crédito do Fungetur