Menu
Busca Qua, 02 de dezembro de 2020
(67) 9.9928-2002
CAPITAL

Lei agora permite uso de remédios veterinários contra leishmaniose

Por Carol Assis
O uso de remédios veterinários para tratamento de animais com leishmaniose agora é lei. Publicada na edição desta terça-feira (17) do Diário Oficial de Campo Grande, uma norma alterou o Código Sanitário Municipal autorizando o uso de substâncias que agem contra o protozoário, desde que sejam aprovadas pelos órgãos de vigilância federais.

Antigamente isso não era permitido e os mascotes eram recolhidos pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) para eutanásia.

Depois de muita polêmica envolvendo o assunto, uma decisão judicial amparou o tratamento a partir da aprovação, pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), do Milteforan, exclusivo para uso veterinário. A lei continua proibindo a aplicação de remédios de uso humano em animais.

O órgão esclareceu, em nota técnica que o tratamento de cães com leishmaniose não se configura como uma medida de saúde pública para controle da doença e, portanto, trata-se única e exclusivamente de uma escolha do proprietário do animal, de caráter individual.

Símbolo -Campo Grande teve um caso emblemático envolvendo o tratamento contra leishmaniose canina. O vira-lata Scooby, que havia sido recolhido depois de sofrer maus-tratos, foi diagnosticado com leishmaniose e a prefeitura travou uma batalha para sacrificá-lo na época.

Ele chegou a ser recolhido, mas graças a uma decisão judicial, foi entregue à então presidente do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária) Sibele Cação, que teve o mandato cassado por defender o tratamento dos animais contaminados pelo protozoário ao invés da eutanásia.




pedofilia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Ação popular movida por 500 advogados pede anulação das eleições municipais de 2020
Campo Grande
Operação Omertà tem mais uma fase sendo cumprida hoje 2/11/2020
Brasil
Bolsonaro afirma que "Auxílio Emergencial não é eterno, vai acabar".
Brasíl
Mato Grosso do Sul busca parceria do BRB para ampliar linhas de financiamento
Campo Grande
Presidiário executado na calçada da Gameleira, mandou matar, decapitar e queimar ex-esposa e a cunhada
Campo Grande
Homem é executado a tiros na frente de presídio
Coronavirus
Secretaria de Estado de Saúde articula ampliação de 60 leitos de UTIs em Mato Grosso do Sul
Interior
Agentes do Detran-MS e PM realizam operações e flagram 40 motoristas embriagados em Miranda
Interior
Dourados vai pela oitava vez na prefeitura com busca e apreensão na saúde e administração
Política
Sergio Moro é contratado por consultoria norte-americana