Menu
Busca Sex, 13 de dezembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Moradores de bairros reclamam da incompetência do Trad

Os vereadores de Campo Grande não fazem nenhuma defesa do povo, só fazem o que o presidente João Rocha manda a serviço do Marcos Trad.

13 agosto 2019 - 08h39Por Repórter do povo. Januário

Moradores e transeuntes das ruas da região prosa estão revoltados com o prefeito Marcos Trad que sem nenhuma vergonha aparece fazendo propaganda mentirosa nas tv, rádio e site.

Esse prefeito contratou gente para ficar nos postos de saúde para falar bem dele e tentar culpar os outros. Os vereadores são uns inúteis, que dão vergonha para população, lá tem pedofilo, mataram dois um tempo atrás, é uma baixaria total esses políticos aqui da capital" revoltou-se a moradora de bairro sem iluminação pública.

Quero ver esses canalhas aparecerem no meu bairro pedindo voto. Safados, ganham rio de dinheiro para dar apoio ao mentiroso do prefeito. Se vierem aqui  com papo  de pastor, professor, radialista, líder comunitário, eles vão sentir a raiva que o povo está deles. Eles vão levar e cacete da população." disse um s grupo de segurança particular que em frente à casa deles não tem iluminação pública.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corguinho
Festa de Som Automotivo terminou na Delegacia de Polícia Civil
Brasil
Sonia Guajajara: Bolsonaro é um perigo para o planeta
Crime
Avô de 85 anos foi preso por estuprar netos de 4 e 6 anos
Ponta Porã
Execução sumária na fronteira.
Brasília
Ministro da Justiça não obteve sucesso na abordagem: ex-juíza teve mandato de senadora cassado
Campo Grande
Surgem as Tradicionais favelas na capital
Brasília-DF
Moro demonstra uma vaidade desproporcional ao cargo de Ministro da Justiça
Educação
À Comissão de Educação da Câmara dos Deputados ele disse que há "plantações de maconha" e "laboratórios de droga" nas universidades federais; o G1 mostrou que os casos citados foram investigados e não geraram processos contra as instituições.
Polícia
Amor de filho, virou presepada e prisão
Política
Juiz de Brasília suspendeu a decisão do PSL