Menu
Busca Qua, 28 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
CRIME!

Mulher é esquartejada, assassino segue impune

12 janeiro 2019 - 21h15

Uma mulher foi morta e esquartejada em município do Brasil. A polícia registrou como mais um crime de “feminicído”. Apenas mais um crime onde, mesmo havendo diversas denúncias de agressão e ameaças, o agressor “lixou-se” para a Justiça.

Ela foi esquartejada por ser mulher. Não foram apurados, ainda, os motivos.  Talvez ela tenha ordenado que o agressor saísse de casa; talvez ela tenha encontrado alguém que lhe valorizasse, o que o agressor não faria ou fazia. Talvez morta por apenas estar viva e buscando sua felicidade.

Mais um crime, algo assim que permitirá ao feminicida estar livre após seis anos de pena em regime fechado.

Homicidas e Feminicidas, curta pena. Mulheres denunciam, Justiça não averigua, Homens não obedecem.

Homens, são um capítulo em especial: Não conseguem sobreviver com a sua mesmice. As mulheres cresceram, assumiram seu papel na sociedade, conquistaram sua posição de seres-humanos iguais. Isso aflorou a fraqueza masculina.

Antes e sempre os “machos” mandavam, com ou sem razão, eles possuíam a razão. Hoje, “o ser igual” não convive em seus mundos sórdidos. O homem não sabe lidar com sua pequenez; quando puder e souber lidar com isso, talvez, e somente talvez, aprenda que não existe mais ou menos, apenas iguais.

Por que isso?

Para que os crimes cometidos contra as mulheres de quaisquer idades sejam mais bem analisados, o que não existe ainda hoje. Para que as restrições impostas aos agressores sejam respeitadas e cumpridas. Do que adianta colocar limites se eles não são obedecidos?

Agredir por motivos econômicos. Pseudo-morais, barganhar com os filhos, chantagear com o denegrir imagem, tudo isso é crime. Cercear a vida é agressão profunda.

Eu li

O título chamou sua leitura.  Existe uma morbidez em todos nós, agressores e agredidos. Mulher é esquartejada, assassino segue impune. Essa é a triste realidade que está acontecendo agora, nesse momento, em algum lugar do país. E lamentamos, mas pouco podemos fazer, ou muito podemos fazer.

Mulheres, permaneçam com suas denúncias; homens, Cresçam, tornem-se homens realmente e não machos ensandecidos e insanos; Justiça, faça-se prevalescer.

violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana