Menu
Busca Sex, 03 de abril de 2020
(67) 9.9928-2002
Polícia

Negado o pedido de liberdade aos presos da Operação Omertà

24 março 2020 - 10h10Por Por Midiamax

No fim da tarde de segunda-feira (23), o juiz Aluizio Pereira dos Santos deu a terceira negativa para pedido de revogação de prisão ou prisão em regime domiciliar para Jamil Name, apontado pela polícia e pelo MPMS Ministério Público de Mato Grosso do Sul como chefe de organização criminosa. Ele se encontra atualmente preso no Presídio Federal de Mossoró (RN).

Após o pedido feito pela defesa do acusado, com alegação de que por ser idoso e ter doenças crônicas integra grupo de risco para contágio do Covid-19, o coronavírus, o MPMS se pronunciou. Este foi o terceiro pedido de revogação de prisão feito pelo advogado de defesa, sendo os outros dois por outros crimes pelos quais Name foi denunciado e também já indeferidos.

No parecer do MPMS, assinado por três promotores, é dito que Name é líder de organização criminosa de alta periculosidade e associada a vários crimes de execuções. São lembradas as mortes de Matheus Coutinho Xavier, por fuzilamento, também de Ilson Martins Figueredo, Orlando Silva Fernandes e Marcel Colombo. Para a acusação, o grupo criminoso se comporta de forma hostil e tem personalidade voltada para o crime.

 

CORONA 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Maia quer votar orçamento paralelo em dois turnos na próxima semana
Campo Grande
Marcos Trad fecha unidade de Saúde e deixa 6 mil sem atendimento.
Campo Grande
Ruas esburacadas e sem iluminação pública, desanima moradores da Capital.
Campo Grande
Sujeira nos bairros de Campo Grande
Brasília
Planalto diz que ajuda a informais durante pandemia será efetivada "nos próximos dias"
Polícia
Bolsominio pode ser preso
Geral
Desafio para cuidadores de idosos
Saúde
Saiba como diagnosticar paciente com Coronavirus
Campo Grande
Moradores da região Centro reclamam da falta de limpeza urbana
Brasil e Mundo
O mundo chegou a 1 milhão de infectados por coronavírus