Menu
Busca Qui, 21 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
Caos na Saúde

Paciente aponta desordem, falta de médicos e demora em atendimento na UPA do bairro COOPHAVILA II

03 maio 2018 - 09h20Por Redação Notícias VIP
A falta de médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro COOPHAVILA II, em Campo Grande, provoca demora no atendimento de pelo menos de 8 horas na noite desta quarta-feira (02). A informação é dos pacientes que estavam na fila de espera por atendimento.

Além de enfrentar problemas de saúde, os pacientes que necessitam de atendimento público atualmente vivenciam uma maratona de angústia e sofrimento.

Um paciente que preferiu não se identificar (Vídeo) reclama de demora de até 7 horas no atendimento na UPA.
O homem diz que chegou ao local por volta das 13:00  horas, no entanto, até ás 20:00 horas estava sem atendimento e com náusea, vômito, febre e dor de cabeça, sem saber o que têm. 

Ele disse ainda que até o atendimento na triagem estava demorado.

Além de estar com a equipe reduzida, os profissionais contam que a UPA enfrenta racionamento de medicamentos. Segundo um médico que preferiu não ser identificado, a unidade funciona sem insumos básicos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Foto de Eduardo Bolsonaro como 'sheik' em Dubai causa onda de críticas; deputado defende gastos
Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada