Menu
Busca Qua, 16 de outubro de 2019
(67) 9.9928-2002
Violência

Padrasto esperava mãe dormir e violentava criança

Mãe e filha conheceram o estuprador pela internet

13 julho 2019 - 08h00Por Plantão de notícias

Ação conjunta entre o SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil e a Delegacia da Mulher culminou na prisão de um homem identificado apenas como L.A.P., pelo estupro da enteada de 11 anos, na cidade de Paranaíba, a 407 quilômetros de Campo Grande. 

De acordo com o delegado Reges de Almeida, da 1ª Delegacia de Polícia, o suspeito convidou a mãe da vítima, que residia no Estado do Piauí, para vir morar em sua companhia. A mulher e a filha se mudaram para Mato Grosso do Sul, e o homem passou a aliciar a menor. 

Investigações apontam que ele esperava a mulher dormir para poder estuprar a criança. Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia.

O delegado alerta aos pais que mantenham atenção a qualquer mudança de comportamento dos seus filhos, pois esse é um dos primeiros indicativos de que a criança tem algum trauma.

“Outros sinais devem ser observados em conjunto, como proximidade excessiva com pessoas que não possuía, feridas ou vermelhidão nas partes íntimas, retração, e mudanças de hábito em geral”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Entretenimento
PM que se vestiu de Batman: “Comandante também ficou feliz”
Famosos
Messi recebe Chuteira de Ouro e diz priorizar Campeonato Espanhol
OPERAÇÃO OMERTA
Policial federal e mais sete envolvidos em milícia tem prisão preventiva decretada
Covardia
Policial flagra perseguição e 2 são presos após roubarem mulher que caminhava com namorado na Orla
"Morto estava vivo"
Morto grita para sair de caixão e leva familiares às gargalhadas
Policia
Polícia do Rio prende suspeito de usar gás para lavar dinheiro
18 toneladas
Polícia incinera em MS 18,3 toneladas de drogas apreendidas na região de fronteira em dois meses
Policia
Jovem cai em golpe pelo WhatsApp e deposita dinheiro para estelionatário em MS
Justiça
Acusado de matar ex-sogra em MS é considerado inimputável e irá para internação
Política
"Eu quero provar que Moro é o bandido, não eu", diz Lula à RTP