Menu
Busca Sex, 15 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
Fiscalização

Policia Civil promete fechar bares com histórico de violência e confusões

10 abril 2018 - 17h57Por Redação Notícias VIP
Fiscalizações em comércios que vendem bebidas alcoólicas ficarão mais intensas após a lei que obriga todos os estabelecimentos comerciais a terem alvará da Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), em Campo Grande. A Polícia Civil irá barrar documento de funcionamento para locais que têm históricos de violências e confusões e esses poderão ser fechados.

O objetivo da Lei n. 2.909, de 28 de julho de 1992 ? Código de Polícia Administrativa ? é trazer mais transparência quanto aos alvarás de funcionamento e da vigilância sanitária quando se tratar destas empresas que não estão adequadamente aptos para o serviço.

A reportagem do Jornal Midiamax conversou com o vereador e delegado Wellington, autor da proposta, que explicou a importância da lei para a segurança dos estabelecimentos e dos clientes.

?É uma questão de segurança. Porquê se o lugar está aberto, significa que está com todos os requisitos solicitados em acordo. O importante é que se haver perturbação, briga, violência, a primeira coisa que irá verificar é a questão do alvará?, esclareceu Wellington.

O fato é que a Deops irá barrar estabelecimentos em que já foram palcos de casos como mortes violentas e violência, por tanto, locais que passaram por situação semelhante, não receberá alvará da delegacia e poderá ser fechado.

Fiscalização

Donos de bares, restaurantes, cafés, clubes, shoppings, danceterias, conveniências, conveniências de postos de combustíveis, pizzarias, feiras-livres, trailers e outros, deverão contatar a delegacia para providenciar documentação.

O delegado da Deops, Wilton Vilas Boas, esclareceu que, com essa nova lei, todos os estabelecimentos que vão inaugurar ou já funcionam, precisaram do alvará para continuar com o funcionamento. ?Quem já possui não influenciará em nada. Quem não tiver, será alvo de investigações da delegacia?, disse.

Os comércios que não se adequarem passaram por fiscalização ou serão incluídos em operações da polícia ao longo do ano. ?Temos duas equipes de investigações que se divide na cidade. Além disso temos operações em que outras delegacias participam, aí o efetivo aumenta. Fazemos investigações através das redes sociais, mandamos notificações por correios também. E agora com essa lei, qualquer bar ou restaurante novo, obrigatoriamente deverá passar aqui na Deops?, declarou Vilas Boas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada
Brasília
Senado aprova texto-base de nova Lei de Improbidade Administrativa