Menu
Busca Sex, 23 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
Contra Maduro

Grupo de refugiados da Venezuela estão em Campo Grande e precisam de ajuda

13 fevereiro 2019 - 08h50

Em onda de protestos contra o governo do presidente Nicolás Maduro, milhares de venezuelanos saíram do país para tentar melhores condições de vida.

É o caso de uma família composta por um casal e uma criança de menos de dois anos que estão se abrigando em Campo Grande,MS. Stefhany Pasquim  morava na cidade de Bolívar, próximo a Caracas e  relatou ao Notícias Vip como era a vida na Venezuela, pessoas que se matavam por comida e uma verdadeira vida de miséria e perigo diário.

O casal e mais alguns amigos, também venezuelanos, estão morando de favor em uma pequena kitinet no bairro Colibri.

Veja o relato de Stefhany.

Para ajudar o casal, você pode fazer doações da rua Nadir da Costa Coelho, n. 58, no b. Colibri, ou ligar para (65) 99359-5046.

Toda ajuda será bem-vinda.

Veja mais imagens.


Situação precária que estão vivendo os refugiados da Venezuela.

Foto: Itamar Buzzatta

 

Informações Itamar Buzzatta.

Pela redação.

CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana
Saúde
Covid-19: Brasil soma 541,2 mil mortes e vai a 19,3 milhões de casos
Violência
Em vídeo exclusivo, DJ Ivis pede perdão a Pamella e a todas mulheres
Tempo
Ela vem: frente fria vai derrubar temperaturas para menos de 3ºC e causar geada em MS, diz previsão