Menu
Busca Dom, 07 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
CAPITAL

Santa Casa é multada em R$ 1 milhão por atraso do 13° e MPT abre investigação

Funcionários denunciaram o atraso dos pagamentos ao MPT-MS através do site

10 janeiro 2019 - 07h40

A Santa Casa de Campo Grande foi multada em R$ 1 milhão após auditores fiscais constatarem atraso salarial de funcionários referente ao mês de novembro e o 13° salário. O MPT (Ministério Público do Trabalho) abriu investigação para apurar denúncia sobre os atrasos de mais de 3 mil funcionários.

Os auditores fiscais do Trabalho Sandro Gois Borges e Priscila de Abreu Carvalho fizeram fiscalização na Santa Casa e obtiveram dados para propor o pedido de execução do acordo e para lavrar os autos de infração.

Conforme as normas trabalhistas, o pagamento integral do salário até o quinto dia útil do mês subsequente ao vencimento e do adiantamento da primeira parcela do 13° entre os meses de fevereiro e novembro. Os auditores constaram que essas normas não foram cumpridas e a multa foi aplicada.

Além da multa, o juiz Marco Antonio Miranda Mendes já havia determinado o bloqueio imediato das contas da instituição, valor correspondente ao salário atrasado dos funcionários, equivalente a R$ 2,7 milhões.

Investigação
O MPT-MS informou que está instaurando investigação sobre o atraso de pagamento dos funcionários da Santa Casa de Campo Grande após receber denúncia formulada por mensagem eletrônica por meio da página online do ministério.

“Os fatos narrados pelo denunciante serão analisados por um procurador do Trabalho quanto à veracidade e reflexos jurídicos dessa conduta, o qual decidirá pelo prosseguimento das investigações – com instauração de inquérito civil – ou arquivamento da Notícia de Fato”, disse MPT.

Atrasos
A Santa Casa informou nesta última sexta-feira (04) que irá parcelar em três vezes, os 40% restantes do 13º salário dos funcionários do hospital ainda a serem pagos. A administração informa que o motivo se deve a falta de repasses do Governo Federal, Prefeitura e Governo do Estado. Os três, segundo o hospital, estão em atraso com um valor que chega à R$ 20 milhões.

No entando, o Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), diz que apenas o Governo Estadual não cumpriu com o repasse, cerca de R$ 3,5 milhões.

Com informações do Midiamax

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Família deixa ração para cães, mas abandona idosa trancada e só com arroz azedo
Justiça
Após denúncia de suposto pagamento de propina a desembargadores, juíza encaminha autos envolvendo padre Robson para o STJ
Brasil e Mundo
Ministério decreta situação de emergência ambiental prévia
Meio Ambiente
FundturMS faz visita técnica à Estrada Parque de Piraputanga e identifica potencialidades da região
Meio Ambiente
Temporada de pesca começa com alto índice de conscientização ambiental
Interior
Ribas do Rio Pardo receberá Seção Comunitária de Bombeiros
Mato Grosso do Sul
Já faltam leitos nos hospitais da macrorregião de Campo Grande
Campo Grande
Hemosul de Campo Grande abre o dia todo neste sábado; unidade precisa de sangue O- e O+
Interior
Agesul interdita parcialmente ponte na MS-243, no Nabileque
Mortes por Coronavirus no Brasil
Brasil virou referência de bagunça de politicos, vírus, infeção, falta de estrutura e mortes.