Menu
Busca Ter, 03 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
CAPITAL

Santa Casa é multada em R$ 1 milhão por atraso do 13° e MPT abre investigação

Funcionários denunciaram o atraso dos pagamentos ao MPT-MS através do site

10 janeiro 2019 - 07h40

A Santa Casa de Campo Grande foi multada em R$ 1 milhão após auditores fiscais constatarem atraso salarial de funcionários referente ao mês de novembro e o 13° salário. O MPT (Ministério Público do Trabalho) abriu investigação para apurar denúncia sobre os atrasos de mais de 3 mil funcionários.

Os auditores fiscais do Trabalho Sandro Gois Borges e Priscila de Abreu Carvalho fizeram fiscalização na Santa Casa e obtiveram dados para propor o pedido de execução do acordo e para lavrar os autos de infração.

Conforme as normas trabalhistas, o pagamento integral do salário até o quinto dia útil do mês subsequente ao vencimento e do adiantamento da primeira parcela do 13° entre os meses de fevereiro e novembro. Os auditores constaram que essas normas não foram cumpridas e a multa foi aplicada.

Além da multa, o juiz Marco Antonio Miranda Mendes já havia determinado o bloqueio imediato das contas da instituição, valor correspondente ao salário atrasado dos funcionários, equivalente a R$ 2,7 milhões.

Investigação
O MPT-MS informou que está instaurando investigação sobre o atraso de pagamento dos funcionários da Santa Casa de Campo Grande após receber denúncia formulada por mensagem eletrônica por meio da página online do ministério.

“Os fatos narrados pelo denunciante serão analisados por um procurador do Trabalho quanto à veracidade e reflexos jurídicos dessa conduta, o qual decidirá pelo prosseguimento das investigações – com instauração de inquérito civil – ou arquivamento da Notícia de Fato”, disse MPT.

Atrasos
A Santa Casa informou nesta última sexta-feira (04) que irá parcelar em três vezes, os 40% restantes do 13º salário dos funcionários do hospital ainda a serem pagos. A administração informa que o motivo se deve a falta de repasses do Governo Federal, Prefeitura e Governo do Estado. Os três, segundo o hospital, estão em atraso com um valor que chega à R$ 20 milhões.

No entando, o Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), diz que apenas o Governo Estadual não cumpriu com o repasse, cerca de R$ 3,5 milhões.

Com informações do Midiamax

 

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana