Menu
Busca Sex, 28 de fevereiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

STJ manda processar vereadores por armação criminosa contra Bernal

09 outubro 2019 - 12h30Por Plantão de Polícia

A operação - Após investigação, o Gaeco concluiu que os empresários João Alberto Krampe Amorim do Santos e João Roberto Baird teriam encabeçado a armação contra Bernal e inclusive comprando o voto de vereadores para cassar prefeito, em março de 2014.

Todos os vereadores estão sendo processados na justiça criminal e cível, neste caso o STJ por unanimidade determinou a inclusão dos  vereadores João Rocha, Gilmar da Cruz, e Jamal Salem e Airton Saraiva, que foram gravados pelo Gaeco e PF organizando um grupo para deliberadamente constituir um simulacro criminoso para afastar o prefeito eleito e colocar no cargo de prefeito ao réu condenado a 8 anos e seis meses de cadeia em regime fechado.

As ações ainda estão tramitando, mas a conclusão certamente virá com uma sentença que pode condenar por improbidade administrativa, indenização ao erário e reclusão dos réus.

Além dos empreiteiros que pagaram pela cassação do prefeito, tem o ex-governador André e o ex-prefeito Nelsinho Trad como coordenadores da ação ímproba e criminosa.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
OMS: casos de coronavírus foram confirmados em mais nove países
Campo Grande
"Trad parece que gosta de ver a população no buraco e lixo.", reclamou morador
Interior
Campo Grande: acidente na MS 080 entre Fiorino e caminhão
Brasília
Bolsonaro evita imprensa
Polícia
Giroto está desesperado para sair da cadeia
Saúde
Coronavírus: Japão desembarca tripulação do navio Diamond Princess
Política
Senadores têm 12 dias de 'recesso' e retornam em março
Brasília
Senadores reagem à vídeo de Bolsonaro
Brasil e Mundo
Segredos do lado oculto da Lua são revelados por missão da China
Política
Bolsonaro não pode justificar vídeos contra Congresso como 'conversa pessoal', dizem constitucionalistas