Menu
Busca Qui, 24 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Um diretor de jornal estava com a veterinária que faleceu, sob efeito de drogas

18 janeiro 2020 - 14h00Por Plantão de Polícia

médica veterinária de 29 anos, que morreu na rodovia BR-262, em Campo Grande, na noite dessa quinta-feira (16), estava em um motel nas proximidades fazendo uso de cocaína, segundo consta no boletim de ocorrência. 

A polícia foi acionada por volta das 20h (de MS) e, ao chegar, foi informada por testemunhas que a vítima "havia se jogado sob as rodas de um caminhão", sendo que pouco antes "saiu do local transtornada, aparentando estar surtada, pois se jogava e rastejava no asfalto, gritando o tempo todo".

Os policiais fizeram buscas e, no quarto 08 do motel, onde a vítima estava com o suspeito, identificado apenas como diretor de jornal.

Lá foi apreendida uma porção de cocaína, que foi encaminhada para a Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico (Denar), além de quatro latas de cerveja e um frasco de descongestionante nasal e comprovante de pagamento de cartão.

O suspeito é diretor de jornal e filho de empresário influente no Mato Grosso do Sul.

Depac

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corrupção
Operação da PF apura desvios no SUS de mais de R$ 2 milhões Ao todo 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no RS e ES
Brasíl e Mundo
Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena
Brasíl e Mundo
Time coloca Bolsonaro entre 100 mais influentes e o responsabiliza por mortos na pandemia e crise ambiental
Saúde
J&J inicia estudo final de vacina contra Covid-19 em 60 mil voluntários
Vacina contra Covid 19
Polícia
"Argumento para lacrar bancas do bicho é ocupação de calçadas sem autorização " disse site de notícias.
Rio de Janeiro
"Vai vendo ... Witzel faltou algumas aulas do prefeito Crivella " disse a fonte
Mundo
Torre Eiffel é esvaziada em Paris Informação é da equipe de imprensa da torre
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto dentro de cela
Campo Grande
Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros
Fronteira
Foram presos contrabandistas, entre eles um dos policiais da Operação Omertà.