Menu
Busca Ter, 03 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Aos 40 anos, cineasta Givago Oliveira morre vítima de Covid-19 em Campo Grande

Cineasta estava com complicações no pulmão devido ao coronavírus e faleceu na manhã de hoje. Amigos fazem homenagem

15 julho 2021 - 18h00Por MIdiamax/Nathalia Rabelo

O cineasta Givago Oliveira, de 40 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (15), em Campo Grande, após sofrer complicações no pulmão em decorrência da Covid-19. Ele estava internado na Santa Casa desde a última quinta-feira (8) tratando da doença, mas não resistiu ao vírus.

Conhecido na capital por retratar a história através de belos documentários, um dos seus trabalhos mais reconhecidos é a obra “T’amo na Rodoviária”, que aborda sobre a Antiga Rodoviária de Campo Grande.

Na época, ele trabalhou ao lado de Mariana Sena para a realização do documentário. Ela contou ao Midiamax que foi o último trabalho deles juntos. Amigos e parceiros de carreira, a dupla é responsável pelo Cineclub Transcine – cinema de trânsito.

“Givago era apaixonado pelo cinema, pelas pessoas. Sempre com a intenção de mostrar o melhor e o pior do ser humano. Temos qualidades e defeitos, mas o importante é enxergar o outro. Ele sabia fazer isso. Tinha sempre ideias maravilhosas... um sonhador e realizador incrível”, recorda Mariana. 

A produtora Carol Garcia também prestou homenagens ao colega. "Hoje perdemos Givago Oliveira, por Covid 19. Ativista de causas difíceis como redução de danos em adicção, saúde mental, e tantas outras... Diretor de cinema formado pela Usp (faço questão), fazia conexão entre a arte do audiovisual e seu ativismo. É co fundador de um importante coletivo nacional, o Matilha Cultural em SP, entre outros como o T'Amo na Rodoviária. Formou-se há pouco em Serviço Social e estava construindo o Fórum Estadual de Usuários da Saúde Mental, já que o MS é o único estado que ainda não tem...entre outros projetos necessários", disse ela. 

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam a morte do cineasta. “Givago era um ser pensante, pura intelectualidade, dono de uma racionalidade ímpar, me ensinou sobre arte, sobre a vida, sobre posicionamento, sobre quem devemos ser”, disse um seguidor.

“Hoje Mato Grosso do Sul perde mais um grande artista e da nova geração ainda por cima. O amor e o talento do amigo Givago Oliveira pelo cinema era nítido durante suas palestras, uma delas tive a oportunidade de assistir no primeiro ano de faculdade”, escreveu outro. 

 

Fonte: MIdiamax

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana