Menu
Busca Qua, 28 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
Cultura

Eu era chamado de viado e minha irmã era a virgem do Brasil, diz Junior Lima

17 abril 2018 - 15h11Por Alcides Bernal
O cantor Junior Lima participou recentemente do canal no YouTube Ilha de Barbados para falar sobre exposição na mídia. Ele relembrou episódios da infância e falou sobre preservar a imagem do filho Otto, de seis meses.

Eu comecei muito moleque, com seis anos de idade, e você vai dar entrevista? Sempre vem os repórteres com uma maldade, uma malícia que eu e minha irmã não tínhamos, e a gente pagou caro por isso muitas vezes, disse.

Questionado sobre o que teria acontecido, ele falou de estigmas. (Era chamado de) viado, minha irmã era a virgem do Brasil por causa de uma entrevista de vacilo, que você não viu a maldade no que a pessoa estava falando, contou.

Junior disse que foi escolha dele e da irmã viver de música e que os dois ficavam ?azucrinando? os pais para que eles liberassem a ideia de poder trabalhar com música.

Na época, eu acompanhava Balão Mágico, Trem da Alegria, e comecei a falar criança também pode fazer isso, lembrou. Ele disse que ver o pai saindo de casa arrumado para fazer shows o motivou e que, no dia a dia, o chamava de pai, mas, quando o via sair, chamava de Xororó.Junior publica poucas fotos em que o rosto do filho aparece e disse que só postou uma quando Otto tinha cinco dias de vida para ?matar a curiosidade? das pessoas. Agora, posto o mínimo possível. Tento preservar ele, porque ele não está escolhendo essa exposição. Quando ele puder escolher um pouco mais, eu vou poder dar meu parecer, minha opinião, mas é opção dele, afirmou.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agências do INSS funcionam normalmente nesta quarta
Brasíl
Novo caça Gripen F-39E é apresentado a autoridades em Brasília
TSE
Deputado federal é cassado por abuso de poder econômico e propaganda indevida
Economia
Confira os fatores que devem mexer com o mercado do milho na próxima semana
Polícia
DOF apreende 3 toneladas de drogas, mais de 70 mil pacotes de cigarros e armas nos últimos dias
Polícia
Acusado de matar ator e pais em SP disse que morou em MS para obter RG falso
Polícia federal
Polícia Federal apreende 1,8 mil pacotes de cigarros ilegais no Paraná
Brasíl
Incêndio atinge hospital no Rio de Janeiro e duas pacientes com Covid-19 morrem
Fortaleza-CE
PF realiza operação contra suspeito de fraudar Auxílio Emergencial
Brasil
PF combate grupo criminoso que atuava com garimpo ilegal em Pernambuco