Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
CULTURA

O inesperado encontro entre Nietzsche e o Imperador D. Pedro II

02 fevereiro 2019 - 10h00

Você sabia que Nietzsche teve uma amizade com o imperador D. Pedro II e que eles trocaram correspondências por um longo período? Confira logo abaixo tudo sobre esse encontro inusitado entre duas personagens marcantes de nossa história.

No ano de 1871, nosso consagrado filósofo alemão Friedrich Nietzsche entrou por engano num vagão exclusivo que transportava um brasileiro de passagem pela Áustria. Ao notar que o carro estava ocupado por alta personalidade com o seu séquito, Nietzsche percebeu o equívoco e tentou retirar-se, contudo teve logo o amável convite do ilustre viajante para que se sentasse.

Não tardou que este o interpelasse, e dentro em pouco estavam os dois em uma conversa muito animada e espontânea, conversaram durante 5 horas!

 

Um encontro histórico

Uma hora mais tarde, o trem chegava à estação de destino de Nietzsche. Completamente entusiasmado e impressionado com a erudição do gentil de Dom Pedro II, somente ao descer é que o nosso filósofo tratou de indagar a identidade do interlocutor. Surpreso, soube que se tratava do Imperador do Brasil, D. Pedro II, Nietzsche já está muito confortável com o imperador, imediatamente levantou-se , começou a rir e abraçou-o.

Logo depois, muito falou acerca do imprevisto encontro, Nietzsche estava literalmente fascinado pelo espírito cortez de DOM PEDRO II.  De acordo com os amigos próximos de Nietzsche, como por exemplo,  Peter Gast, este acontecimento foi marcante na vida do filósofo, era assunto recorrente em suas conversas. Dali em diante viriam a manter correspondência entre si.

Nietzsche confessa que  nunca imaginaria como um homem tão simples , educado, culto e inteligente poderia ser monarca de um império tão grande.

Friedrich Wilhelm Nietzsche e D. Pedro II do Brasil correspondiam-se mensalmente dividindo ideias e assuntos íntimos de sua vida afetiva conturbada mantendo esse contato e admiração até o momento de lucidez de Nietzsche.

 

Fonte: Diário de Pedro II, Museu Imperial Petrópolis, Biblioteca Nacional RJ e o Martelo de Nietzsche.

CORONA 3

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana