Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
Economia

Agência nacional virá a MS para analisar contas altas de energia

Vinda ao Estado foi solicitada pelo Procon e deputados estaduais após reclamações de consumidores sobre faturas altas de energia no começo de 2019

16 fevereiro 2019 - 12h30

Representantes da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) virão a Mato Grosso do Sul, conforme solicitaram o Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) e os deputados estaduais. O objetivo é analisar as contas de energia consideradas abusivas.

O aumento foi percebido, principalmente, nos dois primeiros meses de 2019 e a Energisa, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica, alega que a alta temperatura provocou o aumento de consumo e, consequentemente, elevação nas contas.

Segundo o superintendente do Procon estadual, Marcelo Salomão, a direção da Agência Nacional confirmou a vinda ao Estado, mas ainda não definiu a data. Durante reunião na Casa de Leis, nesta semana, o dirigente disse que havia enviado um ofício para Agência contribuir com a análise técnica das contas, diante de 3 mil reclamações em todo MS.

A ideia é que os representantes ou o próprio presidente André Pepitone venha para a audiência pública, que vai ocorrer na Câmara Municipal sobre o assunto no dia 20.

“Procuramos a Agepan também para a gente entender melhor a questão técnica da Energisa, porque queremos aprofundar esse tema técnico. É provável que a gente consiga juntar forças”.

O presidente da Assembleia Legislativa de MS, deputado Paulo Corrêa (PSDB), afirmou que conversou com o presidente da Aneel, por telefone, para que ele ajude o trabalho de análise das contas. “Vamos discutir tecnicamente essa cobrança, pois o sistema tarifário de cobrança é até difícil de entender. São 139 itens que compõem o cálculo da cobrança”.

Desde que os primeiros relatos de contas altas chegaram, a Energisa afirma que o aumento da temperatura foi um dos fatores. A concessionária também deu a opção de parcelar a fatura, no caso de quem recebeu fatura acima de 100% do que costumava vir nos meses anteriores.

 

 

 

 

Informações:CampoGrandeNews

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana