Menu
Busca Qui, 18 de julho de 2019
(67) 9.9928-2002
ECONOMIA

Bovespa opera em alta e atinge patamar de 106 mil pontos e dólar abaixo de 3,70, à espera de votação da reforma da Previdência

No pregão anterior, na segunda-feira, o Ibovespa subiu 0,42% a 104.530 pontos, renovando o patamar recorde.

10 julho 2019 - 11h30

A exclusive índice da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, opera em alta, atingindo o patamar de 105 mil pontos pela primeira vez na história, com as atenções voltadas para o plenário da Câmara dos Deputados e a possibilidade de votação do texto principal da reforma da Previdência ainda nesta quarta-feira.

Às 09h21, o Ibovespa subia 1,12%, a 105.696 pontos. Veja mais cotações.

O dólar operava em queda, no patamar de R$ 3,76, também à espera da aprovação da reforma da Previdência.

No pregão anterior, na segunda-feira, o Ibovespa subiu 0,42% a 104.530 pontos, renovando o patamar recorde.

Ibovespa em 2019
Pontuação de fechamento
Created with Highcharts 5.0.9pontospontos28/12/201827/229/426/611/123/15/215/213/325/34/416/410/522/53/613/68/785k90k95k100k105k110k
5/7
pontos: 104.089
Fonte: Valor Pro

Investidores também monitoram depoimento do chairman do Federal Reserve (BC dos EUA), Jerome Powell, em comitê na Câmara dos Deputados nos EUA, além da divulgação da ata da última decisão de política monetária do banco central norte-americano.

Entre os destaques de alta estão a Petrobras e a Vale, com avanço ao redor de 1%.

Investidores também monitoram depoimento do chairman do Federal Reserve (BC dos EUA), Jerome Powell, em comitê na Câmara dos Deputados nos EUA, além da divulgação da ata da última decisão de política monetária do banco central norte-americano.

Entre os destaques de alta estão a Petrobras e a Vale, com avanço ao redor de 1%.

 

Com informações, G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Ladrões se dão mal ao cair da moto
Mega-Sena
Resultado do sorteio do concurso n. 2170
JUSTIÇA
Registro de crimes cai no primeiro trimestre do ano
JUSTIÇA
Em MS, homem é preso em casa com arma, munições e R$ 21 mil
MILICIA
PF investiga suposta 'milícia' que com ameaças, extorsões e violência estaria tentando controlar aldeia urbana em Campo Grande
JUSTIÇA
Professor pesquisado por acusado de matar Marielle renuncia à direção após ameaças
Exemplo
PREFEITO MEXICANO SE DISFARÇA DE DEFICIENTE PARA TESTAR FUNCIONÁRIOS E FOI ISSO QUE ELE DESCOBRIU
Pai ridiculariza filha publicamente por ela não apoiar o atual governo
INVESTIGAÇÃO
Arma achada na casa de Flordelis foi usada para matar pastor
INTERIOR
Esposa de defensor público é encontrada morta em residência em MS